PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
12/11/2017 10h35 - Atualizado em 12/11/2017 11h44

Dois são detidos na madrugada durante operação 'Sossego Alheio' em Caarapó



Operação ocorreu na madrugada desse domingo

Na madrugada desse domingo (12), equipes da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e Conselho Tutelar de Caarapó iniciaram os trabalhos da "Operação Sossego Alheio 1", ação conjunta destinada a fiscalizar bares, conveniências e casas noturnas, coibindo o funcionamento irregular e de risco, a venda de bebidas alcoólicas e outras substâncias que causem dependência a menores, além de averiguar situações de trânsito e combater o uso e o tráfico de drogas e o porte ilegal de armas.

Durante a operação foram notificados veículos em situação irregulares pela Polícia Militar, que também cumpriu prisões por desobediência à ordem judicial e mandado de prisão; o Corpo de Bombeiros Militar notificou e fechou estabelecimentos irregulares; e o Conselho Tutelar fiscalizou a presença de menores em locais e situações de risco, dando o devido encaminhamento.

Por volta da 1h desse, os policiais militares flagraram A.S.S.(24) em desacordo com decisão judicial que lhe proibia de frequentar bares e determinava seu recolhimento domiciliar entre as 22:00 e 06:00 horas. O acusado da desobediência encontrava-se em um bar, no bairro Santo Antônio. Diante do ilícito, foi dada voz de prisão a ele, o qual foi detido e encaminhado para a adoção das medidas legais pertinentes ao caso.

Já por volta das 3h, os militares perceberam que A.A.A.(25) empreendera fuga durante ações conjuntas da Operação Sossego Alheio 1, que fiscalizava uma casa de show na Vila Planalto. A equipe fez o acompanhamento do suspeito, realizando a abordagem e revista após subjugá-lo, pois este veio a resistir e desobedecer às ordens policiais.

Durante averiguações, constatou-se que ele possuia em seu desfavor um mandado judicial de prisão, sendo detido com base na referida ordem e pelos crimes de desobediência e resistência, sendo encaminhado para realização das medidas legais cabíveis.

Essa é a primeira fase da operação , que deve ser repetida em outros datas, ampliando-se a fiscalização.

 




                    


NENHUM COMENTÁRIO



escrever comentário




PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
  • Tupy30
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE
  • Tigre32