PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

PUBLICIDADE
06/11/2018 07h23 - Atualizado em 06/11/2018 10h51

Pecuarista ligado ao crime organizado é executado a tiros de pistola

Dourados News


Caminhonete de Tatá Gregol com vidros perfurados por tiros (Foto: Direto das Ruas)

Foi assassinado na tarde desta segunda-feira (5/11) em Amambai, Luiz Carlos Gregol, 40, conhecido como ‘Tata Gregol’. Ele acabou preso em julho do ano passado em Dourados, acusado de manter rapaz de 25 anos em cárcere privado dias após a morte do filho, Gabriel Gregol e do seu irmão, Carlos Domingos Gregol, num lava-rápido na rua Coronel Ponciano. 

 

O caso ocorreu na avenida Pedro Manvailler, na região central, por volta das 16h. Informações preliminares apontam para pelo menos seis tiros o atingindo. 

 

Prisão em Dourados

Tatá foi preso no dia 30 de julho por posse ilegal de arma de fogo, associação criminosa e sequestro. Além dele, outras três pessoas acabaram autuadas pelos mesmos crimes por participação na ação. 

 

De acordo com o boletim de ocorrência na época, o grupo abordou a vítima no Jardim Universitário e a colocou dentro de uma caminhonete na tentativa de cobrar informações sobre o duplo homicídio que vitimou os familiares de Luiz Carlos. 

 

Os amigos do rapaz observaram a ação e acionaram a Polícia Militar. Após rondas, localizaram o veículo com os envolvidos na rua Passo Fundo, cruzamento com a Cider Cersózimo, no mesmo bairro.

 

Luiz Carlos foi encaminhado à delegacia com o restante do grupo e depois transferido à PED (Penitenciária Estadual de Dourados), porém, teve a liberdade concedida pela Justiça dias depois. 

 

O crime

No dia 8 de julho, dois homens foram executados após chegarem num lava-rápido localizado na rua Coronel Ponciano, próximo aos cemitérios públicos Bom Jesus e Santo Antônio de Pádua. 

 

Carlos Domigos Gregol, 38 e Gabriel  Gregol acabaram mortos com vários tiros de pistola .40.

 

De acordo com as informações policiais, os dois deixaram o trailer utilizado para transporte de animais e atrelado a uma caminhonete para lavar. Ao retornarem, um homem passou pelo local efetuando os disparos. 

 

Os dois foram atingidos e Carlos tentou fugir, mas acabou morrendo no local.





PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE


PUBLICIDADE