PUBLICIDADE
Agronegocios

Em Caarapó deverá ser mantida distância de 25km entre usinas

A distância mínima de 25 km entre as usinas de álcool e açúcar poderá ser preservada em nove municípios de Mato Grosso do Sul; entre eles Caarapó

| CAMPOGRANDENEWS


 

A distância mínima de 25 km entre as usinas de álcool e açúcar poderá ser preservada em nove municípios de Mato Grosso do Sul: Sidrolândia, Maracaju, Rio Brilhante, Dourados, Fátima do Sul, Vicentina, Laguna Carapã, Caarapó e Itaporã.

Na última semana, o líder do governo, deputado Youssif Domingos (PMDB), apresentou projeto para alterar a Lei 3.204 e eliminar a distância mínima entre as usinas do Estado. A manutenção da distância nas nove localidades foi requerida por meio de emenda do deputado Ary Rigo (PDT), que altera o primeiro parágrafo da lei.

De acordo com Rigo, os municípios concentram a produção de grãos, aves e suínos. “Se entrar a cana, aí ninguém vai criar aves, não vai produzir grãos”, observa. Para o deputado, o fim da distância mínima terá menor impacto em regiões voltadas à pecuária. “Substitui o pasto pela cana”.

Conforme o deputado, o projeto de lei foi retirado da pauta para a apresentação de emendas e deverá ser votado na sessão de amanhã. A legislação estadual já proíbe usinas na BAP (Bacia do Alto Paraguai), região do Pantanal.

Desnecessário - O projeto de Youssif tem pontos polêmicos. Na análise do governador André Puccinelli, Mato Grosso do Sul não precisa acabar com o fim da distância mínima entre as usinas para concretizar o alcoolduto. O projeto prevê que o Estado deverá produzir 2,5 milhões de metros cúbicos de álcool.

A produção estadual é de 1,5 milhão de metros cúbicos, com previsão de chegar a 3 milhões quando contabilizar a produção das usinas que estão em processo de instalação.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE