PUBLICIDADE
Geral

Cão de 2,2 m é confundido com cavalo


Tem gente na rua que acha que esse dogue alemão é uma miniatura de cavalo – ou um legítimo cão hípico. De longe, George, 4 anos, o cãozinho de 2,2 m de comprimento e 111 kg, assusta. De perto, há os que saem correndo do monstro de estimação do americano David Nasser e de sua mulher, Christine, de Tucson, no Arizona.
 

 

Injusto, já que, nas palavras de Nasser, George é um “fofo, uma gracinha, bonzinho”. O supercão é candidato a maior do mundo. Falta só confirmação do título pelo Guinness, que está avaliando pelo menos umas 286 solicitações de donos de cachorros gigantes.  O título está vago, desde que Gibson, de 2,1 m, morreu em agosto.
 

David, com grande orgulho de George, declarou ao jornal inglês The Sun:
 

- Ele é único. Come quase 50 kg de comida todo mês e dorme sozinho numa cama king size. Foi preciso mandar fazer um leito para ele, já que o George vinha dormir conosco à noite, e não tinha espaço.
 

Para comprovar que o bicho está bem acima dos padrões, até especialistas se assustam com o porte dele. O veterinário Willliam Wallace, da Buena Pet Clinic, de Tucson, disse, chocado:
 

- Em 45 anos de experiência com animais de estimação, nunca vi nada igual. É o maior cão que eu já vi.
 

Nasser, o dono, prepara a documentação para tentar oficializar o título de maior cachorro do mundo, ou do universo.
 

Enquanto isso, ele se ocupa em atualizar a página de George no Facebook, que tem milhares de fãs. O bicho possui também conta twitter, com número de seguidores que cresce diariamente. Deve bater recordes, também.
 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE