PUBLICIDADE
Caarapó

Diretor de site entra com representação contra prefeito

Diretor do site Konectados.com, Oscar Centurião, entrou com representação junto ao Ministério Público, contra o prefeito de Caarapó Mateus Palmas de Farias.

| CAARAPONEWS


 

O diretor do site Konectados.com de Caarapó-MS, Oscar Centurião Enciso, protocolou nessa quinta-feira, 13 de Setembro, no Ministério Público da Comarca de Caarapó, uma representação contra o prefeito Mateus Palmas de Farias (PR), sobre crime de Responsabilidade, previstos nos incisos I e II do Artigo 1º do DECRETO DE LEI Nº 201/67, preceitua.

Segundo Oscar, o Prefeito poderá ser acusado por apropriação ou desvio de bens públicos e também de favorecer empresas que têm parentesco com pessoas com cargo de confiança na Administração.

“O Senhor Prefeito está distribuindo indiscriminadamente LAJOTAS SEXTAVADA no Município, sem Respeitar a Lei Municipal nº 784/2005, aliás, essa Lei é de Autoria do próprio Executivo (Prefeitura), que diz: "ceder a título de Incentivo, Lajotas Sextavadas,...que será distribuídos para os moradores que tiverem asfalto defronte a sua moradia o montante de 1,50 (um metro e meio) de largura em toda a extensão da Testada do Imóvel”,  também está informando lugares que não receberam uma Lajota sequer, para poder comprovar as compras realizadas. Compras estas efetuadas apenas com uma Empresa (Franco Jorge Construtora Ltda.) que iniciou suas atividades em Dezembro de 2004, 02 (dois) meses após a Eleição Municipal e por coincidência  suas primeiras vendas foram realizadas com a Prefeitura Municipal de Caarapó. Vale lembrar que a Empresa Fornecedora têm como Sócio Majoritário o Senhor Marcos Roberto Jorge, que também exerce a função de Administrador da mesma, pessoa amicíssima do Alcaide Municipal, freqüentam a mesma Igreja e sua esposa a Advogada de nome Izabel Jorge, exerce função Pública no Município, nomeada em Cargo de Comissão, isto é, têm Cargo de Confiança do Prefeito”. Afirma Oscar.

Ainda segundo Oscar, “A distribuição de Lajotas pelo poder público é um ato Legítimo, só não pode prejudicar terceiros. Quando a municipalidade entrega mais que manda a LEI, esses beneficiários sentem-se que foram ajudados pelo ocupante do cargo e que devem obrigações com o mesmo, deixando a população passível de manipulação e coação, tirando o Livre Arbítrio dando mais força expressão "rouba, mas faz". Como as Eleições Municipais  se aproximam esse tipo de procedimento acaba com o equilíbrio de uma disputa eleitoral, garantindo sempre o continuísmo de atitudes imorais e criminosas com a certeza da impunidade”. Finaliza o diretor do site Konectados.com.

O CaarapoNews entrou em contato com a Assessoria de Imprensa do prefeito Mateus Palmas, para ouvir o outro lado, o assessor disse que passará ao prefeito as informações e em breve teremos uma resposta oficial do mesmo.

 

 

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE