PUBLICIDADE
Caarapó

Jovem vendedor é executado a tiros de pistola e escopeta na fronteira

| DOURADOSINFORMA


Pelo menos até agora no início da tarde, as autoridades policiais de Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira com o Mato Grosso do Sul, Brasil, via Ponta Porã, ainda não tinha nenhuma pista das causas que levaram um jovem vendedor de produtos alimentícios, a ser assassinado com pelo menos nove tiros de pistola calibre nove milímetros e um de espingarda tipo escopeta, calibre 12.


De acordo com informações, o corpo da vítima identificada como sendo do jovem Jorge Ismael Rojas Romeiro, de 19 anos, foi encontrado por volta das 7 horas da manhã de hoje na ruta 5º -rodovia no Brasil-, a cerca de 35 quilômetros de Pedro Juan Caballero por populares, que até então acreditavam que ele teria sido atropelado quando trafegava pela rodovia.


A única certeza da polícia paraguaia quanto a Jorge Ismael, é a de que ele trabalhava como vendedor de produtos alimentícios na região de fronteira e a de que ele provavelmente tenha sido executado em torno de 23 horas de de ontem.


Com relação ao crime, a polícia descarta a hipótese de latrocínio -roubo seguido de morte- já que de Jorge Ismael os assassinos -acredita-se ser mais de um- nada foi levado.


Próximo ao corpo da vitima, foi apreendida a carteira e a sua motocicleta, ambas abandonadas no local.


YBY-JHAÚ


Já os familiares contaram a polícia que Jorge Ismael foi visto com vida na manhã de ontem e que o mesmo por telefone havia informado que estava se dirigindo para Yby-Jhaú ver umas pessoas e que retornaria no período da noite. A família diz também desconhecer as causas do assassinato, bem como se o rapaz teria ou não algum envolvimento com o crime organizado, com alguma mulher casada ou inimigos na cidade ou na região por onde passava a trabalho.


Diante dos fatos, os investigadores acreditam que o rapaz tenha sido atraído ao local, mais não descartam também a hipótese de que tenha sido seqüestrado na cidade e mediante ameaças foi obrigado a ir até ao local aonde foi encontrado entre meio a uma poça de sangue.


Crime passional, vingança ou até mesmo um suposto envolvimento de Jorge Ismael com o submundo do narcotráfico ou com grupo ligado ao contrabando, bem como, com quadrilha de receptação e roubo de veículos, são outras hipóteses não descartadas pela polícia, que segundo consta, continua a trabalhar no episodio.


A vida pregressa da vítima será checada para sabe se ele estaria ou não envolvidas com o submundo do crime ou se vinham sendo ameaçado de morte por terceiros tanto no lado da cidade paraguaia, assim como no território brasileiro.


ÁLCOOL E DROGA


Ainda em Pedro Juan Caballero, por volta das 6 horas de hoje foi encontrado o corpo de Alfredo Wilson Arce Cristaldo, de 53 anos, na rua 12 de junho, no bairro Guarani, na periferia da cidade.


De acordo com informações obtidas pela polícia paraguaia, Alfredo Cristaldo estava desaparecido há vários meses de sua residência, e que a sua morte pode estar ao uso constante de álcool ou drogas.


A polícia acredita que ou o álcool ou a droga teria levado à vítima que seria um andarilho nas ruas de Pedro Juan Caballero, a morte, já que não havia sinais de violência no corpo dela, inclusive sinais de tiros, facadas ou de algum objeto perfuro cortante.

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE