PUBLICIDADE
impasse

Acordo entre Caixa e Corinthians atrasa por conta de R$ 58 milhões

| ESPN


Getty Images

O acordo entre o Corinthians para equacionar a dívida com a Caixa Econômica Federal por conta da Arena ainda não está fechado. O banco cobra R$ 536 milhões, enquanto o clube alvinegro acredita que deve R$ 478 milhões, uma diferença de R$ 58 milhões.

Segundo informações publicadas por Jorge Nicola em seu blog no Yahoo!, o acerto com a Caixa permitirá ao Corinthians avançar em uma negociação para a venda do nome do estádio.

“Temos uma conversa bem adiantada, mas precisamos fechar acordo com a Caixa para que essa empresa bata o martelo com a gente”, explicou uma fonte.

O time paulista alega cobrança de juros excessivos e valores ilegais a mais nas parcelas não pagas entre março de 2016 e setembro de 2017, além de multa.

Nicola afirma que os corintianos defendem que tal valor não seja cobrado e que seja feito um acordo com a Caixa, que não abre mão de receber o valor.

O Corinthians propõe que a dívida seja quitada em 12 anos - seriam pagos cerca de R$ 40 milhões por temporada, com prestações maiores entre março e novembro, e menores de dezembro a fevereiro.

A Caixa já pediu o bloqueio das contas da Arena, enquanto o Corinthians cobrou a suspensão da execução judicial e a retirada do nome do estádio do Serasa.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE