PUBLICIDADE
fuga em massa

Polícia paraguaia recaptura mais dois fugitivos de penitenciária

| CORREIO DO ESTADO


Fugitivos foram encontrados em propriedade rural - Foto: Foto: Divulgação

A Polícia Nacional do Paraguai recapturou na tarde desta quarta-feira (22) mais dois fugitivos da Penitenciária Regional de Pedro Juan Caballero, cidade vizinha a Ponta Porã, no sudoeste de Mato Grosso do Sul. Identificados como Del Rosario Gómez Armoa e Derlis Marqués González, os detentos foram capturados em uma propriedade rural a 10 km de Pedro Juan Caballero.

Ao jornal ABC Color, a polícia informou que o dono da propriedade é suspeito de dar suporte aos criminosos. Um deles seria parente do homem, que terá que prestar esclarecimentos. Os dois fugitivos foram encaminhados para uma delegacia local, até que se defina onde ficarão presos.

Na manhã desta quarta-feira (22), outro detento se entregou às autoridades. Ele disse aos policiais que os chefes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) saíram pelos portões da frente da penitenciária. Esses chefes teriam coordenado a fuga em massa de 75 detentos.

Ainda nesta quarta-feira, o Senado do Paraguai decretou estado de exceção por 45 dias no departamento (equivalente a estado) de Amambay, cuja capital é Pedro Juan Caballero. Com isso, o governo do país vizinho amplia seus poderes para capturar os fugitivos e processá-los com mais rapidez.

A FUGA

Na madrugada de domingo (19), 75 presos, a maioria deles ligados ao PCC, fugiram da penitenciária paraguaia. Eles cavaram um túnel de 25 metros de extensão para escapar da prisão. 

Forças de segurança federais e estaduais foram mobilizadas do lado brasileiro da fronteira. Várias caminhonetes foram encontradas queimadas na BR-463, entre Ponta Porã e Dourados. 

A maioria dos fugitivos do presídio paraguaio tem nacionalidade brasileira. O Ministério da Justiça apontou que os criminosos corromperam os agentes penitenciários do Paraguai.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE