PUBLICIDADE
Política

Itamar Franco anuncia candidatura ao Senado

Ex-presidente diz que deixou "banco de reservas" e calçou "meia e chuteira". Pré-candidatura embaralha disputa em MG por duas cadeiras de senador.

| AGêNCIA ESTADO


O ex-presidente Itamar Franco (PPS) anunciou nesta quinta-feira (28) que será candidato a uma vaga no Senado por Minas Gerais nas eleições de outubro. Itamar, que vinha sendo cotado como possível vice numa chapa encabeçada pelo governador de São Paulo, José Serra (PSDB), se reuniu com representantes da Executiva Estadual do PPS e disse que atendeu a um apelo do partido.


 
A pré-candidatura do ex-presidente embaralha a disputa em Minas pelas duas cadeiras de senador. O governador Aécio Neves (PSDB) tem sustentado que será candidato ao Senado e o vice-presidente José Alencar, com o apoio do PT mineiro e do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, já disse que está disposto a se candidatar, caso tenha o aval da equipe médica.


 
Na terça (26), Itamar comunicou Aécio que no dia 10 de fevereiro deixará o cargo de presidente do Conselho de Administração do Banco de Desenvolvimento do Estado de Minas Gerais (BDMG). O ex-presidente saiu do encontro reservado afirmando que deixou "o banco de reservas" e agora calçou as "meias" e as "chuteiras".


 
Ele já disse que apoia a candidatura do vice-governador Antônio Anastasia (PSDB) ao governo estadual e sugeriu uma campanha conjunta com Aécio. "Eu, candidato ao Senado, posso votar no governador Aécio e posso votar em mim. E espero que ele vote nele e vote em mim", ressaltou. "Evidentemente, eu espero que ele venha apoiar a minha candidatura. Eu vou apoiar a dele, é lá e cá". 

 

Serra

Nesta quinta, o ex-presidente voltou a cobrar uma definição em relação à chapa oposicionista na eleição para a Presidência, criticando a estratégia do governador paulista, de retardar ao máximo o anúncio de sua candidatura.


 
"Quem é o candidato da oposição no Brasil? Nós temos candidato?", ironizou, para afirmar depois que não é tão "apaixonado assim" pela possível candidatura de Serra.

 

"Se o governador Aécio me honrar em que nós participemos de uma jornada juntos, ele pode ter os amores que tiver com o governador Serra. Eu não sou tão apaixonado assim".

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE