PUBLICIDADE
Dourados

PF divulga nota sobre caso de extorsão, mas não revela nomes

Mas a PF não divulgou nomes dos envolvidos, confirmando que um é motorista da Receita Federal

| DOURADOSINFORMA


O setor de Comunicação Social da Polícia Federal em Mato Grosso do Sul divulgou há pouco uma nota sobre o caso envolvendo a extorsão de um empresário em Dourados, fato que teria ocorrido entre 5ª e 6ª feira da semana passada.


Mas a PF não divulgou nomes dos envolvidos, confirmando que um é motorista da Receita Federal, outro é agente federal e o terceiro é um contador de Dourados.


Veja a nota na íntegra:


“A Delegacia da Polícia Federal de Dourados, na tarde desta última sexta-feira (29/01/2010), prendeu em flagrante um funcionário administrativo (motorista) da Receita Federal do Brasil em Dourados, que se fazia passar por auditor, quando o mesmo saía de um escritório de contabilidade com a quantia de R$ 12.000,00, valor esse extorquido de um empresário da cidade para que o mesmo não fosse autuado por supostas irregularidades no depósito da empresa. O golpe, segundo o preso, teria sido arquitetado pelo próprio contador da empresa, com informações dos sistemas da Receita Federal, para `coagir` a vítima a fazer o pagamento sob as ameaças de fiscalização de sua empresa. De acordo com a vítima, também participara da extorsão um Agente da Polícia Federal de Dourados, já identificado e indiciado. A Polícia Federal também instaurou Procedimento Administrativo Disciplinar contra o policial, cuja conduta, no âmbito administrativo, é punível com a pena de demissão. O inquérito, tão logo concluído, será remetido à Justiça Federal de Dourados, onde os indiciados serão processados pelos crimes a eles imputados (art. 316 Código Penal). Pena: 2 a 8 anos de reclusão”.
 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE