PUBLICIDADE
relatório

Em lista do Detran, motorista de Caarapó aparece com sete multas por diversos motivos

| CAMPO GRANDE NEWS


Momento de uma das abordagens da PM de Caarapó. Foto: Divulgação

Foi publicada nesta terça-feira (11) no Diário Oficial do Estado, a relação das multas cadastradas pelo Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul (Detran-MS). Entre os motoristas  relacionados no fim de janeiro, há um que deve R$ 6.838,19, por não ter CNH e dirigir embriagado.

Em dezembro, o condutor de um Ford Ka foi flagrado com sinais de embriaguez, mas se recusou a enfrentar o bafômetro. Por isso, foi multado em R$ 5.869,40. Além disso, não tinha Carteira Nacional de Habilitação e não apresentou documentos do veículo. 

Outro motorista, em Paranaíba (MS) também foi pego bêbado, na contramão em via de sentido único e fazendo manobra perigosa. Só contra ele, são mais R$ 6.162,87 em multa.

Apenas por desrespeitar a Lei Seca, são 74 casos relacionados na publicação de hoje do Diário Oficial do Estado.

No geral, em quantidade, quem mais recebeu punições na lista publicada neste dia 11 foi um condutor de Caarapó, que não teve seu nome revelado, que deverá arcar com mais de R$ 3 mil referentes a 7 multas por motivos diversos, desde dirigir sem cinto de segurança, passar sobre calçadas e falta de documentação.

Multa - O valor da multa por recusa ao bafômetro e por dirigir embriagado é de R$ 2.934,70 em 2020. O condutor também é penalizado com a suspensão do direito de dirigir por 12 meses. Apesar das consequências previstas no Código de Trânsito Brasileiro (CTB), fazer o teste não é obrigatório.

Segundo o relatório, os donos têm prazo de 30 dias, a partir deste dia 11, para oferecer defesa.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE