PUBLICIDADE
Caarapó

Reeducandos do presídio de Caarapó produzem peças artesanais

| A CRíTICA


Algumas das peças produzidas pelos reeducandos do presídio de Caarapó. Fotos: Facebook

Com peças artesanais a partir de R$ 12,00, o Estabelecimento Penal Masculino de Regime Fechado de Caarapó tem participado da  feira realizada na praça central da cidade.

Confeccionados pelas mãos dos reeducandos, os artesanatos são feitos grande parte em madeira e estão sendo exibidos na primeira e última quinta-feira de cada mês.

Com mais variedade de produtos, o projeto “Construindo a Liberdade” tem como objetivo oportunizar ocupação produtiva aos internos, além de aproximar a sociedade do trabalho que é desenvolvido dentro da unidade penal. Ao todo, oito reeducandos atuam no projeto e recebem o benefício da remição de um dia na pena a cada três trabalhados, conforme estabelecido pela legislação.

A iniciativa é fruto de uma parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen), por meio da direção do presídio, e a Prefeitura Municipal de Caarapó, que cedeu o espaço. Além disso, conta com o apoio do Poder Judiciário, Ministério Público e Conselho da Comunidade de Caarapó.

Dentre os produtos em madeira confeccionados pelos reeducandos estão casinhas de bonecas, jogos de mesas e cadeiras, peças de utilidades domésticas, fruteiras, brinquedos, produtos para os pets, enfeites, entre outros.

A renda arrecadada é voltada à aquisição de insumos e para ampliar a capacidade de produção do setor de artesanato do presídio; toda a prestação de contas é feita aos órgãos parceiros.

Conforme o diretor do presídio, João José Rauber, o sucesso da iniciativa é tanto que a comunidade local até encomenda alguns produtos. “As pessoas também ficam curiosas para saber quais tipos de peças serão exibidas a cada feira, então as expectativas são boas, todos os servidores da unidade estão empenhados e trabalhando para que a exposição ocorra da melhor forma possível”, destacou.

O Estabelecimento Penal Masculino de Regime Fechado de Caarapó foi assumido há mais dois anos e várias ações vêm sendo desenvolvidas, entre elas, a produção de hortaliças que são doadas à comunidade local; além de ações de saúde com os reeducandos e outras melhorias estruturais e de segurança.

Os interessados em adquirir as peças poderão entrar em contato pelos telefones 9 9972 0832 este e o telefone 3453 2162.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE