PUBLICIDADE
Cruzeiro

Ex-presidente dispara contra Dedé: 'Ganhou mais de R$ 50 mi sem jogar

| ESPN


Foto: Divulgação

Wagner Pires de Sá, ex-presidente do Cruzeiro, disparou contra o zagueiro do clube mineiro, Dedé.

O ex-mandatário do clube, que renunciou ao cargo no fim de 2019, não sabia que estava sendo gravado. O vídeo foi exposto no Whatsapp.

"O Dedé ficou um ano e meio parado, ganhando R$ 800 mil, o Cruzeiro gastou... Não é igual INSS não. Ah, o cara tá doente, vai para o INSS, ganha salário mínimo. Não, o time paga. Ganhou mais de R$ 50 milhões sem jogar. E se vender, não vende, primeiro porque ele é todo f*** e não passa no exame médico. Futebol brasileiro é isso”, disparou Wagner.

Desde que teve um problema no tornozelo, no jogo contra o Internacional, pela Copa do Brasil, em setembro de 2019, Dedé não voltou a atuar. O jogador já teve outros problemas graves, principalmente no joelho, quando rompeu os ligamentos.

Foram apenas 13 partidas do zagueiro de novembro de 2014 a dezembro de 2017.

Dedé teve um licença do clube mineiro a partir do dia 10 de fevereiro. O defensor não deve permanecer no Cruzeiro e quase foi envolvido em uma negociação com um clube chinês.

Wagner Pires de Sá explicou a situação em contato com o Globoesporte.com: "Eles editam a conversa. Eu estava dizendo que nós gastamos dinheiro com o Dedé e não teve jeito de ter o retorno porque não pudemos nem vender. Eu o tenho em muito boa conta. É muito amigo. Eu digo é que, às vezes, você contrata um jogador e, por uma infelicidade, ele fica parado e a gente gasta muito dinheiro."

O Cruzeiro volta a atuar pelo Campeonato Mineiro nesta quinta-feira (20), às 19h15, contra o Tombense.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE