PUBLICIDADE
punição

Solidariedade expulsa vereador que coordenou motim de PMs no Ceará

De acordo com a sigla, “o parlamentar foi flagrado como um dos líderes do motim de policiais que causaram o confronto e baleou o senador Cid Gomes”


Solidariedade expulsa vereador que coordenou motim de PMs no Ceará Reprodução Facebook

O Solidariedade anunciou nesta sexta-feira (21) a expulsão do vereador Sargento Ailton do partido. De acordo com a sigla, “o parlamentar foi flagrado como um dos líderes do motim de policiais que causaram o confronto e baleou o senador Cid Gomes”.

“Essa decisão, tomada em conjunto com o deputado federal e presidente nacional do Solidariedade, Paulinho da Força, e o presidente estadual do partido, deputado federal Genecias Noronha, vem mostrar que não compactuamos com ações que violentem e agridem a democracia”, diz a nota. 
A sigla argumenta que é “inadmissível” que um membro do partido participe de ações que obriguem comerciantes fecharem suas portas e que acabe em um senador baleado. A afirmação se refere ao fato de que vídeos expostos em redes sociais mostram agentes de segurança circulando por ruas da cidade de Sobral e avisando para os mercadores fecharem o comércio.

“Nós não trabalhamos com militância do terror que causam a depredação do patrimônio de pessoas e não podemos aceitar que policiais e agentes públicos, encapuzados e armados como milicianos, levem o terrorismo às ruas”, diz.

Veja também: Líder de PMs amotinados no Ceará afirma que greve irá continuar

A decisão é de caráter irrevogável. “Continuaremos trabalhando para que a paz volte a reinar no Ceará e reiteramos que não admitimos que um de nossos militantes participe desse tipo de balbúrdia que atinge diretamente a população”, finaliza.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE