PUBLICIDADE
decisão

Atlético-MG anuncia redução de 25% dos salários de atletas e funcionários

| GAZETA ESPORTIVA


Sérgio Sette Câmara, presidente do Atlético-MG (Foto: Pedro Souza/CAM)

O Atlético-MG anunciou neste domingo uma redução de salários de seus funcionários em função da paralisação no futebol por causa do coronavírus. Em nota assinada pelo presidente Sérgio Sette Câmara e o presidente do Conselho Deliberativo Castellar Modesto Guimarães Filho, o Galo esclarece que haverá um corte de 25% dos vencimentos de integrantes da diretoria, atletas e comissão técnica. 

A medida terá validade apenas aos contratados que ganham mais de R$ 5 mil por mês. Com receitas reduzidas, como todos os outros times do futebol mundial, o Atlético-MG esclarece que os valores dos salários serão normalizados a partir do momento em que terminarem os efeitos da pandemia, sem estipular uma data específica.

Confira a nota oficial do Atlético-MG:

Considerando o atual estado de calamidade decretado pela Presidência da República, decorrente da Pandemia do novo coronavírus (Covid-19), declarada pela Organização Mundial de Saúde;

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Considerando que a referida circunstância de força maior ensejou a paralisação de competições desportivas no Brasil e no mundo, acarretando ao Clube Atlético Mineiro drástica redução de suas receitas;
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Considerando a excepcionalidade da atual conjuntura, que impõe ao Atlético a adoção de ajustes transitórios que lhe permitam continuar honrando os seus compromissos;
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Resolve a Presidência Executiva, sob o crivo da Presidência do Conselho Deliberativo, aplicar uma redução de 25% (vinte e cinco por cento) sobre o salário de seus funcionários, incluindo Diretoria, Atletas e Comissão Técnica, pelo período em que perdurarem os efeitos da Pandemia.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Em respeito ao mínimo existencial daqueles que mais necessitam, o Atlético não realizará desconto de nenhuma espécie para os colaboradores que recebam até cinco mil reais mensais.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE