PUBLICIDADE
luta contra o Covid-19

Barreiras sanitárias abordam sete mil pessoas por dia em MS

| CAMPO GRANDE NEWS


Foto: Divulgação

Para fechar o cerco contra os avanços da pandemia no Estado, as 17 barreiras sanitárias em operação nas estradas e no Aeroporto Internacional de Campo Grande, tem abordado uma média de sete mil pessoas por dia. Antes, com parte das unidades funcionamento, essa média era de cinco mil. 

Dados divulgados nesta terça-feira (7) pela Comissão de Controle Sanitário de Mato Grosso do Sul (CCS/MS) mostram que desde o início das operações 33,1 mil pessoas foram abordadas em 16,4 mil meios de transportes nos postos fiscais terrestres e aeroporto. 

O Posto Fiscal XV de Novembro, localizado na BR-267, no município de Bataguassu divisa com São Paulo, abordou 7.542 pessoas em 4.219 meios de transportes. No Posto Fiscal Jupiá, em Três Lagoas, foram 4.815 pessoas em 2.405 meios de transportes. O Posto Fiscal Ilha Grande, em Mundo Novo, abordou 1.711 pessoas em 1.072 meios de transporte. Em Anaurilândia, o Posto Fiscal Ofaié, contabiliza abordagem de 2.354 pessoas em 1.457 meios de transportes.

A base de fiscalização Campo Bom, em Chapadão do Sul, contabiliza 2.689 pessoas abordadas em 1.110 meios de transportes. Em Corumbá, o Posto Esdras, possui registro de 774 pessoas abordadas em 66 meios de transportes. O Aeroporto Internacional de Campo Grande registra até o momento 1.084 pessoas abordadas em 18 aeronaves. As demais unidades de fiscalização totalizam 10.656 pessoas abordadas.

Com o Posto de Corumbá e as unidades do Ceasa e Guia Lopes da Laguna, que contam com o apoio de servidores do Iagro, Mato Grosso do Sul conta atualmente com 17 barreiras sanitárias em operação.

Casos suspeitos de Covid-19

Até o momento, 35 casos foram tratados como suspeitos durante abordagem nas barreiras sanitárias. Desse total, 18 pessoas foram orientadas a procurarem uma unidade de saúde ou fazerem isolamento domiciliar.

Os demais casos suspeitos integravam o grupo de 769 repatriados que chegaram vindos da Bolívia. Porém, todos passaram por atendimento com infectologistas e os casos foram descartados. A Comissão de Controle Sanitário de Mato Grosso do Sul (CCS/MS) informa que até o momento não há casos positivos de brasileiros que entraram no país por Corumbá.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE