PUBLICIDADE
Caarapó

Sete de Setembro é derrotado pelo Águia em Rio Brilhante

| ASSESSORIA


O árbitro de Campo Grande, João Lupato interferiu diretamente no resultado do jogo e expulsou 4 jogadores do time de Dourados.


O resultado da partida entre Águia Negra de Rio Brilhante e Sete de Setembro de Dourados poderia ter tido um resultado diferente na noite de quarta-feira passada (10) caso a atuação do árbitro João Lupato não tivesse sido tão tendenciosa.


A partida terminou com a vitória do Águia Negra por 2 a 1, graças a um pênalti inexistente (ao ver de todos os profissionais de imprensa que trabalharam no jogo – inclusive de Rio Brilhante), e às várias expulsões de jogadores do Sete (4 ao todo) deixando a equipe com 7 atletas em campo aos 18 minutos da segunda etapa.


O jogo começou com o Águia Negra pressionando e o Sete fechado na defesa, mas com saídas rápidas para o ataque. A pesar de ter mais volume de jogo e pose de bola o time de Rio Brilhante não conseguia finalizar com sucesso, e aos 30 minutos após boa troca de passes entre Beto Miranda e Tiaguinho, o Sete teve um pênalti a seu favor depois que o zagueiro Yuri cortou com a mão o chute de Tiaguinho que iria marcar para os douradenses.


Na cobrança Beto Miranda marcou. Neste lance o árbitro começaria a sequencia e erros que beneficiariam o time da casa e prejudicaria os visitantes, pois ao colocar a mão na bola que ia em direção ao gol, o defensor do Águia deveria ser expulso, mas só levou o amarelo.

Depois de ter ‘pendurado’ toda defesa do Sete no primeiro tempo, na segunda etapa João Lupato completou sua ‘lambança’. Logo aos 6 minutos expulsou o volante Eduardo pelo segundo cartão amarelo.


Aos 7 minutos após cobrança de escanteio Roberto cabeceou e empatou a partida. Aos 9 minutos o atacante douradense Beto Miranda cometeu falta no meio campo e recebeu o segundo amarelo e também foi expulso. Um minuto depois João Lupato expulsou o zagueiro Yuri do Águia, também pelo segundo amarelo.


Aos 18 minutos o árbitro ratificou sua péssima atuação ao marcar pênalti de Deyvison em Dionei, em um lance que até mesmo a imprensa local classificou como normal, e no lance ainda expulsou o defensor do time de Dourados. Na cobrança o meia Buiu marcou o gol da virada.


Aos 25 minutos, mais uma expulsão no Sete de Setembro. O atacante Tiaguinho derrubou o meia Tatico no meio campo e levou o vermelho direto, deixando o Tricolor Douradense com sete jogadores em campo, três a menos que os donos da casa.


Fechado na defesa, heroicamente os douradenses resistiram sem tomar mais gols, fazendo com que a torcida local vaiasse o Águia Negra apesar da vitória, pois o torcedor não aceitava a falta de competência do time que não conseguiu furar o bloqueio o tricolor.


Terminado o jogo, todos no Sete apenas lamentaram a atuação desleal e parcial de João Lupato que claramente deu a vitória ao Águia Negra, e nesta quinta o grupo já começa a trabalhar para montar o time que no sábado vai enfrentar o Itaporã no Estádio Chavinha às 16hs.


Os outros resultados da 2ª rodada do Estadual foram os seguintes: Rio Verde 1 x 3 Chapadão, Mundo Novo 2 x 1 Itaporã, Guaicurus 1 x 2 Corumbaense, Aquidauanense 0 x 0 Comercial e MS Saad 3 x 2 Misto.

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE