PUBLICIDADE
amambai

Sem nunca ter existido oficialmente, Paulinho é assassinado com facada

| CAMPO GRANDE NEWS


Aos 18 anos, Paulinho Acosta Benites, que não tinha nem registro de nascimento, foi assassinado a golpe de faca. O crime foi na segunda-feira (4), mas o corpo só foi encontrado ontem (5) às margens da MS-156, na aldeia Limão Verde, na zona rural de Amambai.

Conforme boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada para atender ocorrência e quando chegou ao local encontrou a vítima caída em uma moita de grama. Foi um agente de saúde que encontrou o rapaz morto e avisou a família de Paulinho.

Idoso de 79 anos, dono da residência onde ocorreu o crime, contou que por volta das 18h de segunda-feira, estava tomando pinga com Paulinho, quando o suspeito Terso Lopes, 31 anos, chegou com uma faca em punho e após discussão golpeou a vítima no pescoço. 

O fato foi presenciado também pela a mãe do suspeito. Mesmo ferido, Paulinho saiu correndo em direção a sua casa, mas não resistiu. O corpo só foi encontrado ontem (5). O capitão da aldeia Limão Verde localizou uma faca na casa do suspeito. Até o fechamento deste texto ainda não havia informação sobre a prisão do suspeito.

A arma irá ser periciada para saber se foi a mesma usada no homicídio. Paulinho não tem documento nem registro de nascimento. O corpo dele foi levado para o IML (Instituto Médico Legal) de Ponta Porã. O caso foi registado na delegacia do município. 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE