PUBLICIDADE
Caarapó

Sport cumpre promessa e entra com ação contra a TV Globo

| G.NET


O presidente do Sport, Sílvio Guimarães, fez a promessa antes mesmo de o Flamengo bater o Grêmio por 2 a 1, no início de dezembro, no Maracanã, e conquistar o título do Brasileirão 2009: processaria a todos aqueles que tratassem os cariocas como hexacampeões nacionais.

 

No final da tarde de quinta-feira, o clube pernambucano, que aos olhos da Confederação Brasileira de Futebol é o legítimo campeão nacional de 1987 - título que o Flamengo considera ser dele -, começou a cumprir a promessa e ingressou com uma ação cautelar na Justiça contra a TV Globo .
 

"Nós ingressamos com uma ação cautelar para que a Rede Globo seja obrigada a apresentar todo o material dos programas jornalísticos dela do período em que houve a definição do Campeonato Brasileiro do ano de 2009", confirmou o vice-presidente jurídico do Leão, Eduardo Carvalho, em entrevista à Rádio JC/CBN.
 

"Depois de examinarmos esse material e chegarmos a conclusão de que houve um prejuízo a imagem e a reputação do Sport e um prejuízo também material em função dos nossos contratos de publicidade, deveremos entrar com uma ação, essa sim indenizatória, e um pedido de reparação, pois pouco importa o que os mal informados falam sobre o título de 87. Uma coisa falsa não pode virar verdade", emendou.
 

O início da confusão: Em 1987, descontentes com o modo como a CBF organizava os campeonatos nacionais, os maiores clubes do país criaram o Clube dos 13 e organizaram um campeonato independente, dividido em módulos, a Copa União.
 

A Primeira Divisão, batizada de Módulo Verde, teve como campeão o Flamengo e vice o Internacional. A Segundona, Módulo Amarelo, terminou com o Sport como campeão e o Guarani vice.
 

Assim que os torneios terminaram, a CBF convocou os quatro clubes para realizarem um quadrangular final e definir quem seria, de fato, o campeão. Flamengo e Inter não concordaram e a entidade proclamou o clube pernambucano dono do título, decisão que foi referendada pela Justiça.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE