PUBLICIDADE
eleições 2020

Maia estuda 1º turno da seleção para 15 de novembro ou 6 de dezembro

Apesar do adiamento das eleições, o congressista tem se posicionado contra uma prorrogação dos mandatos. A comissão está decidida a ser criada na próxima semana

| AGêNCIA BRASIL


O presidente da Câmara, Rodrigo Maia Foto: Najara Araujo / Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse ontem (21) que o primeiro turno das eleições municipais deste ano pode ser realizado no dia 15 de novembro ou 6 de dezembro. A proposta será analisada pelo Congresso Nacional, em comissão formada por deputados e senadores.

“Talvez o melhor modelo seja uma reunião do colégio de líderes das duas Casas, para que ela seja uma das principais em relação a um período e por um período. Você tem dois períodos de discussão, 15 de novembro ou primeiro domingo de dezembro, para o primeiro turno, e um [intervalo] para o segundo turno um pouco menos para o tempo de transição. Essas são as idéias ”, afirmou Maia. “Mas temos que saber se vai ter voto para adiar ou não. A partir do momento em que o voto for adiar, discuta um dado, tudo com sintonia com o TSE ”, adicionado.

Apesar do adiamento das eleições, o congressista tem se posicionado contra uma prorrogação dos mandatos. A comissão está decidida a ser criada na próxima semana, logo após a posse do ministro Luís Roberto Barroso na presidência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“Sou radicalmente contra a obrigação de exigir”, disse. “Não vejo na Constituição Federal um prazo para solicitação de visto, porque no futuro alguém pode sentir-se forte, ter apoio no Parlamento, criar uma crise e solicitar seu próprio mandato. Uma questão de precificação do mandato acho que é muito sensível à nossa democracia ”, argumentou Rodrigo Maia.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE