PUBLICIDADE
declaração

'Povo quer liberdade e democracia', afirma Bolsonaro após manifestação

As últimas palavras de Bolsonaro foram sobre a sanção do projeto de socorro de estados e municípios, da ordem de R$ 60 bilhões

| R7.COM


Bolsonaro participou de ato, no domingo, em Brasília Adriano Machado/Reuters – 24.05.2020

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, nesta segunda-feira (25), em entrevista exlusiva à Record TV, que a manifestação do último domingo foi espontânea porque o povo quer “liberdade e democracia”.

"Mais uma [manifestação] espontânea. [É] sinal de que o povo quer liberdade, quer democracia e quer que deixem o presidente trabalhar. Só isso", resumiu o presidente quando perguntado sobre o ato.

Ontem, Bolsonaro sobrevoou de helicóptero o ato, postou as imagens nas redes sociais e, depois, caminhou por cerca de 40 minutos entre os manifestantes.

Questionado se pretendia trocar o ministro da Educação, Abraham Weintraub, Bolsonaro preferiu não comentar. No vídeo da reunião ministerial, divulgado na última sexta-feira (22), Weintraub fez críticas aos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal), os quais ele "colocaria na cadeia", se pudesse.

"Não tem conversa sobre outro assunto. Acabou a entrevista", disse o presidente.

As últimas palavras de Bolsonaro foram sobre a sanção do projeto de socorro de estados e municípios, da ordem de R$ 60 bilhões. O presidente disse que a sanção depende apenas da definição de dois concursos públicos para o projeto sair do papel. "Está faltando acertar com aquele concurso da Polícia Federal e PRF para a gente sancionar", encerrou. 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE