PUBLICIDADE
política internacional

Bolsonaro conversa com Putin sobre cooperação na área de saúde

O Brics é grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Neste ano, a Rússia está na presidência rotativa do bloco

| ANDREIA VERDéLIO – REPóRTER DA AGêNCIA BRASIL


© Arquivo/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro informou hoje (15) que conversou, por telefone, com o presidente da Rússia, Vladimir Putin. De acordo com Bolsonaro, ambos concordaram em “aprofundar ainda mais a cooperação entre nossos países, inclusive no combate à covid-19'.

“Tratamos também dos resultados que queremos atingir na próxima Cúpula do Brics, em São Petersburgo', escreveu o presidente em publicação na sua conta no Twitter.

O Brics é grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Neste ano, a Rússia está na presidência rotativa do bloco.

Em 14 de novembro do ano passado, o presidente Jair Bolsonaro recebeu, no Palácio do Planalto, o líder russo Vladimir Putin. O encontro ocorreu após a realização da 11ª Reunião de Cúpula do Brics, quando os chefes de Estado dos cinco países anunciaram acordos para fortalecer o bloco e emitiram uma declaração conjunta.

O encontro com Bolsonaro durou cerca de 50 minutos.

Putin e Bolsonaro conversaram sobre a ampliação dos fluxos de comércio e investimentos entre os países. 'As duas partes discutiram a remoção de entraves ao comércio de produtos do setor agropecuário e a diversificação da pauta comercial. Manifestaram disposição de estudar iniciativas para a promoção de investimentos recíprocos', informou o governo brasileiro.

No encontro, o presidente russo também demonstrou interesse em novos aportes no setor de energia. Os dois presidentes também reforçaram disposição de aprofundar o intercâmbio em áreas como geolocalização, tecnologia espacial e biotecnologia.

- Nesta manhã, conversei com o Presidente da Rússia, Vladimir Putin. - Concordamos em aprofundar ainda mais a cooperação entre nossos países, inclusive no combate à covid-19. - Tratamos também dos resultados que queremos atingir na próxima Cúpula do BRICS, em São Petersburgo. pic.twitter.com/LL08lqexsH

Edição: Fernando Fraga


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE