PUBLICIDADE
TV

"O Clone" estreia nos EUA com Jade mexicana

| FOLHA ONLINE


A mistura de clonagem, cultura muçulmana e luta contra as drogas agora tem sotaque espanhol. A rede Telemundo estreou anteontem "El Clon", a versão para o mercado hispânico da novela de Glória Perez, exibida no Brasil em 2001.
 

Trata-se de uma parceria entre a rede norte-americana Telemundo e a Globo, que entrou com roteiro e know-how.
 

No primeiro capítulo, exibido na segunda-feira nos Estados Unidos, foram mostradas imagens gravadas no Marrocos e em uma cidade cenográfica construída na Colômbia.
 

O Rio de Janeiro virou Miami, e o bar da dona Jura (que não apareceu no primeiro episódio) será ambientado em um clube de salsa.
 

A comparação entre o original e a versão é inevitável. "O Clone" fez sucesso no mercado internacional e já foi exibida em mais de 20 países.

 

Após o primeiro capítulo, o site da Telemundo mostrava mensagens de espectadores elogiando a nova versão, enquanto outros afirmam que o original é superior e que a atriz Giovanna Antonelli é imbatível no papel da protagonista, Jade.
 

Na versão em espanhol, atores mexicanos interpretam os papéis do casal central que no Brasil ficou com Antonelli e Murilo Benício. Sandra Echeverría é Jade e Maurício Ochmann vive os gêmeos Lucas e Diego e o clone Léo.
 

Versão curta
 

A novela foi encurtada e contará com um número menor de personagens.
 

Uma das dúvidas é justamente como ficará o núcleo dos suburbanos cariocas, responsável pelo lado mais leve e cômico da trama na versão original, marcado por bordões como "Não é brinquedo, não!" ou "Cada mergulho é um flash!".
 

"O Clone" conta a história do romance proibido entre Jade (muçulmana que foi criada no mundo ocidental e volta ao Marrocos após a morte da mãe) e Lucas, filho de um empresário que a conhece em uma viagem ao país.
Lucas tem um irmão gêmeo, Diego, que morre logo no começo da trama.
 

O padrinho dele, o cientista Albieri (Juca de Oliveira no original), decide então clonar Lucas. A trama tem ainda uma passagem no tempo de 20 anos.
 

Já no primeiro capítulo da versão em espanhol da novela algumas das cenas foram, no mínimo, curiosas.

A personagem Ivete, interpretada por Vera Fischer no original, tem um breve romance com Diego assim que chega ao Marrocos, sem saber que ele é filho de Leônidas (Reginaldo Faria no original), seu namorado. Ao descobrir quem Ivete é, Diego pensa então que ela é uma golpista.
 

Na versão hispânica, a personagem é bem mais atirada. A atriz que a interpreta usa maquiagem carregada, cabelo armado, roupas espalhafatosas. A cena do encontro com Diego no restaurante do hotel soa ensaiada e artificial.
 

Ainda no início do capítulo, Jade passeia na praia em Miami vestida com casaco, calça e véu e observa os banhistas com estranheza, embora more na cidade há anos.
 

Apesar das pequenas diferenças, no básico a trama continua a mesma.
 

O capítulo termina com o encontro de Jade e Lucas, quando ela se apresenta fazendo passos de dança do ventre.
 

 

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE