PUBLICIDADE
campo grande

Militar é preso bêbado escondido embaixo de armário após atropelar pai e filho de 2 meses

Os guardas deram ordem de parada, mas o motorista não obedeceu e seguiu com o veículo

| G1 MS


Carro do militar no banco de areia — Foto: Guarda Municipal/Divulgação

Um militar da Força Aérea Brasileira, de 21 anos, foi preso na noite de domingo (21), no bairro Nova Lima, em Campo Grande, suspeito de dirigir embriagado após desacatar ordem da Guarda Municipal, atropelar um pai com filho de 2 meses e no colo e ainda bater com o carro em um banco de areia de uma obra.
Esse foi um dos quatro casos de prisões por embriaguez ocorridos na noite de domingo na capital sul-mato-grossense. Em um deles, o motorista deixou uma pessoa gravemente ferida e contou que havia cheirado cocaína e ingerido bebida alcoólica. No outro, o condutor foi encontrado dormindo no banco traseiro do carro após acidente.
No caso do militar, de acordo com informações do boletim de ocorrência, a Guarda Municipal e a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Gestão Urbana (Semadur) faziam fiscalização em uma conveniência relacionada às medidas de prevenção ao novo coronavírus quando um carro em alta velocidade, na contramão e na calçada, quase atropelou a equipe.
Os guardas deram ordem de parada, mas o motorista não obedeceu e seguiu com o veículo, atropelando mais à frente um jovem de 20 anos com o filho nos braços. Em seguida, bateu no banco de areia, fugiu a pé e foi encontrado nos fundos de uma residência, escondido debaixo de um armário.

O militar tinha olhos vermelhos, andar cambaleante, voz pastosa e contou que havia ingerido duas garrafas de cerveja da marca Heineken. Ele não quis fazer o teste do bafômetro e então foi feito o Termo de Constatação de Embriaguez.
O rapaz precisou de atendimento médico porque tinha lesões no rosto decorrentes dos acidentes, pois estava sem o cinto de segurança. Ele foi autuado e flagrante e como houve vítimas no acidente, passará por audiência de custódia para definição sobre liberdade.

Dormindo no banco traseiro
Em outro ponto da cidade, na avenida Noroeste, Orla Morena, um homem de 44 anos foi flagrado dormindo no banco traseiro do próprio carro. Ele havia batido em uma motocicleta pouco antes, fugiu e foi abordado quando tentava estacionar em local indevido.
Durante a abordagem, desistiu de estacionar e dormiu no banco traseiro. Quando equipe policial de reforço chegou, ele foi acordado e só respondia 'não sei' às perguntas feitas pelos militares, como onde ele morava, se sabia onde estava e se havia bebido.
O homem ficou exaltado ao ser pedido os documentos pessoais, ofendeu um dos policiais, se negou a sair do veículo e a fazer o teste de alcoolemia. Diante da situação, os militares fizeram o Termo de Constatação de Embriaguez e o suspeito foi levado algemado para a delegacia.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE