PUBLICIDADE
retomando

Prefeitura do Rio autoriza comércio de rua a reabrir neste sábado (27)

Em relação às escolas particulares, o prefeito do Rio confirmou que está encaminhando um acordo para recomeçar as aulas entre 10 e 15 de julho

| R7.COM


Foto: MISTER SHADOW/ASI/ESTADÃO CONTEÚDO/26.06.2020

A Prefeitura do Rio autorizou a reabertura de comércio de rua, salões de beleza e barbeiros a partir deste sábado (27), em horário reduzido, entre 11h e 17h, com a exigência de que sejam cumpridas as "regras de ouro" na prevenção contra o novo coronavírus.

Em entrevista coletiva, o prefeito Marcelo Crivella destacou que as atividades estavam programadas para serem retomadas na fase 3 do Plano de Reabertura Gradual, no dia 2 de julho, mas foram antecipadas após reunião com o conselho científico municipal.

“Conversamos a semana toda com a Fecomércio, discutimos com eles os horários e a forma de abrir. Só pode ter um terço das pessoas nas lojas, todos os funcionários precisam usar máscaras, além de ter à disposição o álcool em gel 70%. Isso foi combinado. Vamos fiscalizar amanhã também. Eles nos pediram pelos problemas econômicos que estão enfrentando de desemprego que nós adiantássemos essa fase. Como nossos índices permitiam, fizemos esse acordo com eles”, explicou Crivella.

A partir de quinta-feira (2), entre as atividades que voltam a funcionar estão as academias de ginástica, bares e restaurantes.

“Os restaurantes estarão abertos até as 23h. Não será permitido música ao vivo. No caso das academias, pretendemos colocar o horário integral, porque haverá uma restrição significativa quanto ao número de alunos que podem estar no mesmo momento realizando as atividades. Para que haja uma diluição desse público dentro da academia e a possibilidade de todos que agendarem o horário [frequentarem], haverá um horário mais dilatado”, ressaltou o superintende de Educação da Vigilância Sanitária do Rio, Flávio Graça.

Em relação às escolas particulares, o prefeito do Rio confirmou que está encaminhando um acordo para recomeçar as aulas entre 10 e 15 de julho. Já o ensino municipal tem previsão de retorno em 1º de agosto.

“No dia 1º de agosto voltam as aulas, se continuarem caindo os óbitos [por covid-19], a demanda por leitos de enfermaria, UTIs e também, nas nossas unidades, as pessoas com síndrome gripal”, disse Crivella.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE