PUBLICIDADE
minas gerais

COVID-19: Prefeitura contrata 'Morte' para reforçar uso de máscara

A campanha é coordenada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano de Formiga

| EM.COM.BR


Foto: Divulgação

A Prefeitura de Formiga, Região Centro-Oeste de Minas, fez uma aposta inusitada para a conscientização sobre o uso de máscaras na prevenção à COVID-19: desenvolveu uma ação lúdica com um animador se vestido de “Morte” para distribuir o equipamento de proteção na Praça Getúlio Vargas, no Centro da cidade.

A campanha é coordenada pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Humano. Durante a ação, são distribuídas máscaras para as pessoas que passam pela região central da cidade sem a proteção facial.

Servidores dos Centros de Referência em Assistência Social (Cras) estão envolvidos na iniciativa, que se repetirá às terças e quintas-feiras.

Esse não foi o primeiro personagem que chamou a atenção na cidade. Antes, teve um astronauta. A estátua do Cristo Redentor também recebeu uma máscara. 

“Foi a forma que encontramos para conscientizar a população”, explica o secretário Rui Palomo Júnior.

A Câmara Municipal aprovou projeto tornando obrigatório o uso do equipamento em Formiga, entretanto, não estipulou multa para quem descumprir a norma.

Pelas próximas cinco semanas, novos personagens devem sair às ruas da cidade. “Estamos estudando junto com o animador. A ideia é fazer um personagem por dia de ação. Vamos elaborar um para terça-feira e deixar um suspense, porque mesmo sendo uma brincadeira tem gerado interação”, afirmou.

Paralelamente, equipes das secretarias de Saúde e de Desenvolvimento Humano distribuem panfletos e também álcool em gel.

Enquanto alguns internautas parabenizam a prefeitura pela ação, outros criticavam. “Pelo amor de Deus, isso é palhaçada, multas têm que ser aplicadas e o comércio tem que fechar! Vocês acham que todos são burros para vocês ficarem tapeando?”, comentou uma mulher na postagem feita na página oficial do governo.  

“Pelo menos é mais uma tentativa de conscientização da população. Tenha certeza que algo de bom foi feito”, postou outro internauta.

Para o secretário, o retorno tem sido mais positivo, apesar de algumas críticas. “Estávamos vendo algumas rejeições da população com o uso de máscara, não estavam respeitando a orientação dos fiscais. A partir desta ação, com animador, com microfone, brincando, passamos a ter mais adesão. As pessoas ficam com vergonha e usam”, comenta.

Os fiscais auxiliam nas orientações e também na organização de filas em bancos e lotéricas, por exemplo.

Casos de COVID-19 na cidade
Desde o início da pandemia, a Formiga registrou 2877 notificações suspeitas do novo coronavírus. Deste total, 158 foram confirmadas e quatro óbitos registrados. Um surto também ocorreu na penitenciária - só lá, foram 11 confirmações a partir de testes e outras 29 a partir de diagnóstico clínico. 

O secretário de Desenvolvimento Humano atribui o número de confirmações, quando comparado às outras cidades da região, a uma maior testagem: “Somos uma das cidades que mais testa. Se está testando mais, a gente passa a encontrar mais pessoas infectadas”.

Segundo ele, a partir dos testes em massa é possível identificar com mais facilidade o local onde há risco maior de infecção: “Observa-se que 70% a 80% são a partir de contaminação por viajantes de fora que vem para a cidade, festas particulares ou contaminação dentro do hospital, de pessoas da saúde. Não vemos muitos casos de pessoas que foram contaminadas no comércio, na farmácia, no supermercado”.

O índice considerado para avaliar a situação no município é o de utilização de respiradores - hoje em 10,6%. Ele coloca Formiga no nível 1 de atenção.

*Amanda Quintiliano, especial para o EM

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida? 
A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?
A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19. 

Quais os sintomas do coronavírus?
Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:
Febre
Tosse
Falta de ar e dificuldade para respirar
Problemas gástricos
Diarreia
Em casos graves, as vítimas apresentam:
Pneumonia
Síndrome respiratória aguda severa
Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus.  

Mitos e verdades sobre o vírus
Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE