PUBLICIDADE
televisão

Nova novela de Gloria Perez terá serial killer e inteligência artificial

| RD1


Próxima novela de Gloria Perez aborda inteligência artificial e serial killers (Imagem: João Cotta / Globo)

Os fãs de Dupla Identidade (2014), que clamam por uma nova temporada da série, podem comemorar! A produção estrelada por Bruno Gagliasso não vai ganhar continuação, mas o principal tema, serial killers, norteia a próxima novela de Gloria Perez para a faixa das 21h. A informação foi apurada por esta coluna e pelo editor-chefe do RD1, João Paulo Dell Santo.

O novo folhetim de Gloria – longe da TV desde a exitosa A Força do Querer (2017) – gira em torno de um assassino em série.

Segundo fontes próximas, a autora vem se dedicando às pesquisas sobre o tema; chegou, inclusive, a acompanhar um programa de namoro na TV da década de 1970, cujo escolhido pela moça que buscava o par perfeito foi um serial killer que, anos depois, foi condenado à morte pelo assassinato de várias mulheres.

No radar de Gloria Perez também está a inteligência artificial. Bem como os crimes virtuais. Há, inclusive, a possibilidade do serial killer eleger suas vítimas através das redes sociais.

Personagens como este não são comuns à obra da autora. Exceto por Edu, de Dupla Identidade. A minissérie As Noivas de Copacabana (1992), de Dias Gomes, trouxe Donato (Miguel Falabella), que assassinava mulheres, “selecionadas” a partir de anúncios de venda de vestidos de noiva em classificados de jornais.

Gloria já focalizou psicopatas. Em A Força do Querer, por exemplo, Irene (Débora Falabella) agia contra Eugênio (Dan Stulbach) e sua família; acabou desmascarada por Elvira (Betty Faria), amiga de uma das vítimas da bandida. O mesmo se deu com Yvone (Letícia Sabatella) e os Cadore em Caminho das Índias (2009). Também Alicinha (Cristiana Oliveira), de O Clone (2001), e Guedes (Carlos Vereza) em De Corpo e Alma (1992).

A nova novela de Gloria Perez deve estrear no primeiro semestre de 2022, após a segunda etapa de Amor de Mãe, Um Lugar ao Sol (de Lícia Manzo) e Olho por Olho (de João Emanuel Carneiro). Rogério Gomes é cotado para a direção artística.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE