PUBLICIDADE
campo grande

Justiça nega pedido de liberdade a pedreiro que confessou ter matado 7 pessoas em MS

Cleber de Souza Carvalho, de 43 anos, foi preso dia 14 de maio pela morte de um comerciante

| G1 MS


Pedreiro Cleber de Souza Carvalho — Foto: TV Morena/Divulgação

A Justiça de Mato Grosso do Sul mantém preso o pedreiro Cleber de Souza Carvalho, de 43 anos, que confessou ter matado 7 pessoas em Campo Grande. Segundo a decisão do juiz Aluízio Pereira dos Santos, da 2ª Vara do Tribunal do Júri, publicada no Diário Oficial desta terça-feira (21), ainda existem motivos para a manutenção da prisão preventiva do homem e a próxima análise do caso está marcada para 19 de setembro, caso ele não seja solto antes.
Cleber foi preso dia 14 de maio pela morte de um comerciante. Segundo a polícia, ele, a esposa e a filha teriam matado o idoso para ficar com a casa dele. A partir daí, outros corpos foram sendo encontrados e o pedreiro confessou ter matado, ao todo, 7 pessoas.
Os homicídios teriam ocorrido entre 2016 e 2020 e aconteceram de formas parecidas. As vítimas eram pessoas que estavam trabalhando com ele. O suspeito alega que foram desentendimentos no trabalho que ocasionaram a ação dele matar, em todas elas com golpes de algum objeto na cabeça.
Segundo a polícia, apontou os locais onde enterrou as vítimas e não demonstrou arrependimento.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE