PUBLICIDADE
Fronteira

Agricultor brasileiro consegue escapar de sequestradores no Paraguai

Luis Carlos Tamiozzo, 61, sequestrado no dia 13 do mês passado no Paraguai, conseguiu escapar do cativeiro na manhã desta quinta-feira (23)

| CAMPO GRANDE NEWS


Luis Carlos Tamiozzo foi encontrado hoje de manhã após fugir de cativeiro (Foto: Divulgação)

O agricultor brasileiro Luis Carlos Tamiozzo, 61, sequestrado no dia 13 do mês passado no Paraguai, conseguiu escapar do cativeiro na manhã desta quinta-feira (23). Cansado e debilitado, ele procurou ajuda em uma casa nos arredores do local onde era mantido como refém.

Tamiozzo foi sequestrado na região de Tava’i, no Departamento (equivalente a Estado) de Caazapá, a 150 quilômetros de Paranhos, em Mato Grosso do Sul.

A agentes da Polícia Nacional chamados ao local para resgatar o agricultor, Tamiozzo informou que escapou no momento em que o vigia do cativeiro saiu para comprar comida.

“O homem foi buscar comida do outro lado do riacho. Aproveitei que ele estava longe e corri até a casa vizinha”, contou o agricultor em entrevista a uma emissora de TV do Paraguai. O local onde ele foi mantido refém fica na mesma região do sequestro, segundo a polícia paraguaia. Tamiozzo foi levado de sua propriedade por três homens armados.

No domingo (19), a polícia paraguaia prendeu César Ramón Acosta, 31, apontado como um dos autores do sequestro. Outros dois suspeitos foram identificados como Reinaldo Noldin Cáceres e José Arturo Acosta Espínola, ainda foragidos.

A promotora de Justiça Zunilda Ocampos afirmou hoje que a polícia e o Ministério Público já contavam com a libertação do agricultor após a prisão de um dos envolvidos.

Produtores rurais brasileiros são alvos constantes de sequestros no Paraguai, principalmente praticados pelo grupo terrorista que se denomina como Exército do Povo Paraguaio. Entretanto, neste caso de Tava’í não há indícios de participação dos guerrilheiros do EPP. 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE