PUBLICIDADE
a grande família

Mãe de 6 meninas está grávida de gêmeos mesmo após laqueadura

Eles se juntarão às irmãs Yasmim (11 anos), Harumi (10), Mayumi (9), Akemy (6), Sayemi (1 ano e 8 meses), Sayuri (5 meses)

| CABEçA DE CRIANçA


Foto: Fornecido por Cabeça de Criança

Tatiane Valentim, de 29 anos, se surpreendeu quando descobriu que estava grávida de gêmeos mesmo após uma laqueadura. A dona de casa, que já é mãe de seis meninas, tinha feito o procedimento cirúrgico depois de dar à luz sua sexta filha. Em depoimento à revista Marie Claire, ela conta a trajetória da família e o susto com a notícia da nova gestação.

O nascimento dos gêmeos está previsto para fevereiro de 2021. Eles se juntarão às irmãs Yasmim (11 anos), Harumi (10), Mayumi (9), Akemy (6), Sayemi (1 ano e 8 meses), Sayuri (5 meses).

Tatiane e David começaram a namorar em fevereiro de 2008, na época, ela tinha 16 anos e ainda frequentava a escola, enquanto ele, aos 18 anos, trabalhava como repositor em um mercado. Pouco tempo depois, ela descobriu que estava grávida da primeira filha, Yasmin, e o casal foi morar junto em Diadema.

“Eu era muito nova e, na época, acreditava que não iria engravidar se estivesse amamentando. Assim, sete meses depois de ter neném, descobri que estava grávida novamente. Foi um susto, naturalmente, mas logo ficamos felizes e animados com a chegada de mais um bebê em casa”, contou à revista. Tatiane engravidou novamente quando Harumi tinha 8 meses. Aos 20 anos, ela já tinha três filhas.

Depois de três anos, o casal decidiu tentar realizar o sonho de David de ser pai de um menino. Mas não foi isso que aconteceu. A menina Akemy nasceu com 32 semanas, sofreu uma meningite bacteriana no terceiro dia de vida e passou por mais dez internações. Felizmente, a garota se recuperou bem e não teve sequelas.

Em 2016, a situação financeira da família melhorou depois de David terminar a faculdade de gestão da tecnologia da informação e encontrar um emprego na área. Ainda assim, o casal não planejava ter filhos até ser surpreendido por uma falha da tabelinha e engravidar de gêmeos.

Na 14ª semana de gravidez, um dos bebês parou de se desenvolver e prejudicou a saúde do outro. Tatiane teve de ser internada, com a bolsa amniótica rompida, e o bebê nasceu morto depois de três hospitalizações. A família ficou abalada ao saber que seria um menino. Tatiane achou que, depois desse trauma, nunca mais engravidaria novamente. Sete meses depois estava grávida, e Sayemi Yris veio com saúde ao mundo.

David ficou “apavorado” quando o casal descobriu outra gravidez inesperada em junho de 2019, o desespero só não foi maior porque o marido tinha sido promovido na empresa onde trabalha. Tatiane passou por uma gestação difícil e teve eclâmpsia na hora do parto. Teve que fazer uma cesariana de emergência e, em seguida, uma laqueadura cauterizada.

Depois de sentir enjoos e tontura, Tatiane pensou estar com covid-19, mas a hipótese foi descartada. Decidiu fazer um teste de gravidez só por desencargo de consciência, e ficou chocada quando o resultado deu positivo. A gestação foi confirmada por um exame de sangue. Tatiane disse que primeiro chorou por horas, depois teve crises de risos. O marido ficou branco, pálido, vomitou e quase desmaiou.

Um médico explicou à família que a chance de erro da laqueadura é de 0,5% e que Tatiane havia sido “premiada”. Mas a surpresa dessa mãe de 6 meninas foi ainda maior quando descobriu que está grávida de gêmeos, com cinco semanas, mesmo após a laqueadura. Agora, David pretende fazer uma vasectomia.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE