PUBLICIDADE
Agronegocios

MS tem 24 mil notificações de dengue

| DOURADOSAGORA


Mato Grosso do Sul está entre os cinco estados brasileiros com maior incidência de dengue. Pelo Boletim Epidemiológico divulgado ontem pela Secretaria Estadual de Saúde, são 1.018 casos para cada 100 mil habitantes. Oficialmente no Estado são 24 mil casos suspeitos de dengue. A epidemia avança e em 42 municípios a incidência é considerada alta pelos critérios adotados pelo Ministério da Saúde.

Em alguns municípios, a dengue  já pode estar fora de controle, como em Jardim, onde a incidência é de 4.320 para cada grupo de 100 mil habitantes. A população da cidade é de 24.172 e até dia 20 foram feitas no município 1.049 notificações.  O caso de Jardim é o mais alto do Estado, considerando que em Campo Grande, com uma população de 755.104 pessoas, a incidência é de 1.877 casos para cada grupo de 100 mil.

A segunda cidade com maior incidência é Rio Brilhante, com 2.888, para a uma população de 27.905 pessoas e a terceira é Nioaque com 2.128, para uma população de 15.694.

Em Dourados, a segunda maior cidade do Estado, com uma população de 189.762, a incidência é de 623. Pelo boletim da Secretaria de Estado de Saúde são 1.183 notificações feitas até agora na cidade, sendo 763 confirmados.
Para efeito de monitoramento estratégico, a Secretaria Estadual de Saúde trabalha com oito cidades prioritárias – Campo Grande, Bonito, Corumbá, Coxim, Dourados, Jardim, Ponta Porã e Três Lagoas. Estas cidades respondem por 74,5% dos casos suspeitos da dengue. Oficialmente, estas cidades têm confirmadas 2.384 casos por critério laboratorial, 29 casos de dengue com complicação e oito de febre hemorrágica e um caso de síndrome do choque da dengue. Essas cidades fizeram 13 mil notificações. Até agora existem seis mortes suspeitas de dengue sendo investigadas.

PAÍS

Cinco estados brasileiros concentram alta incidência de casos de dengue nas seis primeiras semanas de 2010, revelou um balanço parcial do Ministério da Saúde. Rondônia, Mato Grosso do Sul, Acre, Mato Grosso e Goiás registraram índices que vão de 423,2 a 891,7 casos por 100 mil habitantes. O Ministério da Saúde considera três níveis de incidência de dengue: baixa (até 100 casos por 100 mil habitantes), média (de 101 a 300 casos) e alta (acima de 300).

Em números absolutos, esses cinco estados registraram 77.117 notificações da doença, o equivalente a 71% dos 108.640 registros em todo o país entre 1º de janeiro e 13 de fevereiro. Mais de um terço (34%) das notificações concentrou-se em cinco municípios: Campo Grande (MS), com  12.712 casos, Goiânia (GO) com 12.316, Aparecida de Goiânia (GO) com 3.280, Rio Branco (AC) com 5.056 e Porto Velho (RO), com 3.412. No mesmo intervalo de 2009, foram 51.873 casos em todo Brasil.

O balanço parcial mostra ainda uma diminuição nas mortes por dengue no país. Nas seis primeiras semanas de 2010, foram confirmadas 21 mortes, contra 31 no mesmo período de 2009. O número de óbitos pode sofrer alterações, uma vez que todas as mortes por suspeita de dengue são submetidas a investigação laboratorial.
 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE