PUBLICIDADE
Caarapó

Mulher é presa após desacato a policiais da PM durante rondas

| CAARAPONEWS


Viatura da PM de Caarapó. Foto: CaarapoNews

Uma equipe da Polícia Militar de Caarapó prendeu na noite deste domingo (13), a pessoa de J.R.O.R (27). A mesma é acusada de desacato à guarnição policial durante rondas na Rua Arcenio Cardoso.

Segundo o Boletim de Ocorrência, por volta das 23h40 deste domingo, a guarnição da PM tomou conhecimento que um bar/lanchonete no referido endereço havia uma enorme aglomeração de pessoas e som alto, não obedecendo ao decreto municipal de saúde.

A guarnição da PM em rondas com a Vigilância Sanitária chegou ao local e constatou a veracidade do fato, onde foram atendidos pelo proprietário do estabelecimento, a pessoa de V.A.A, o qual se comprometeu a receber de seus clientes e a cumprir o decreto municipal.

Em ato contínuo a mulher J.R.O.A sentindo se  prejudicada começou a desferir palavras no intuito de atrapalhar o serviço da vigilância bem como o da Polícia Militar,  questionando porque só o comercio dela e não os outros estabelecimentos não seriam vistoriados.

A mesma disse ainda que estaria filmando  e que iria provar que a guarnição da PM é formada por policiais despreparados e incapazes de prestar um bom serviço. A equipe policial juntamente com os agentes de saúde disse para a mulher que a intensificação do serviço é por conta da pandemia de coronavírus que se agravou nos últimos dias no município.

Na oportunidade a mulher teria falado policia  de merda e diante do caso foi dado voz de prisão por desacato onde a mesma resistiu a prisão, sendo necessário o emprego de mão livre ( imobilização ) e utilizado o emprego de algema para a integridade física.

No momento da prisão a mulher desferiu chutes e pontapés contra a guarnição e outros dentro do compartimento de preso da viatura.

Consta no BO também que durante o ato da prisão de J.R.O.A, a mesma falou que estava gravando tudo e que apresentaria as filmagens como prova. O aparelho celular da mulher foi apreendido e encaminhado juntamente com a autora e entregue na Delegacia de Polícia Civil.

No ato de confecção do BO, a pessoa de S.R.O, que se apresentou com irmã de J.R.O.A esteve no  pelotão e acompanhou toda a confecção do documento.

A mulher envolvida no caso foi encaminhada com uma escoriação no cotovelo esquerdo devido a resistência desferida pela mesma.

Na delegacia a autora informou que iria procurar atendimento médico, pois encontrava-se com lesões devido a ação policial e que na próxima oportunidade ira comparecer na unidade policial para apresentar o documento médico, bem como irá entregar a filmagens gravadas em cd ou pendrive.

O celular foi restituído a autora a qual assinou o termo de compromisso e em seguida foi liberada juntamente com o aparelho.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE