PUBLICIDADE
Caarapó

Vereadores e Chefe do Demtrat trocam acusações

Cido Santos disse que Dáuria anda com prancheta anotando placas

| CAARAPONEWS


Por André Nezzi

Durante sessão realizada na noite de terça-feira (2), na Câmara Municipal, os vereadores Cido Santos (PR) e o presidente do legislativo Manoel Batista de Souza, o “Manezinho”, responderam as criticas feita pelo Chefe do Departamento Municipal de Transporte e Trânsito (DEMTRAT), Luiz Dáuria, que teria dito que ambos estariam querendo interferir nos trabalhos da Polícia Militar e de seu departamento.
 

  A informação foi passada para a dupla pelo representante do poder legislativo no Conselho de Segurança, Sérgio Sacoman (PP), que participou de recente reunião da entidade.
    De acordo com Sacoman, o Chefe do Demtrat reclamou que Cido e Manezinho estariam querendo interferir nos trabalhos da Polícia Militar, pressionando a instituição quanto às blitz realizadas recentemente no município.
    Ao fazer uso da palavra na tribuna, Cido Santos disse ter ficado surpreso com a postura de Luiz Dáuria. “Desde que o tenente Kobayashi assumiu o comando da Polícia Militar, não tive qualquer acesso, reclame ou tomei posição quanto ao seu serviço”, afirmou.
    “Nos reunimos com ele [Dáuria] e colocamos nossos ponto de vista e algumas soluções, mas jamais tentamos interferir no trabalho da Polícia ou do Demtrat, o Luiz interpretou errado”, observou.
    Irritado, o vereador também fez acusações ao Chefe do Trânsito: “Não somos a favor das atitudes dele [Dáuria], que anda com uma prancheta embaixo do braço, anotando placas de veículos  e passando para a Polícia”, acusou.
  Manezinho também confirmou que houve uma reunião com o Chefe de Demtrat, porém, assim como Cido, negou que tenham tentado interferir no trabalho da Polícia. “O que fizemos foi passar para o Luiz Dáuria reclamações que ouvimos da população e tentar achar uma solução para que ninguém fosse prejudicado, jamais iríamos interferir no trabalho do seu departamento ou da Polícia, o que cobramos foi bom senso”, salientou o vereador.
    Outro lado – Procurado pela reportagem do CaarapoNews, Luiz Dáuria argumentou que os vereadores foram reclamar de uma blitz realizada recentemente e que teria multado dezenas de condutores: “Eles acharam rigorosa e tentaram intervir em alguns casos”, comentou.
    Conforme Dáuria, “a idéia da blitz surgiu no Conselho de Segurança, que nos cobrou mais rigor na fiscalização do trânsito no município e nós comunicamos a Polícia Militar, que fez o trabalho e apreendeu diversos veículos com irregularidades. Não posso interferir nesse trabalho da PM, como eles queriam”, afirmou o Chefe do Demtrat.
    Quanto à acusação do vereador Cido Santos, de que ele anda com uma prancheta anotando placas de veículos e repassando a Polícia, Dáuria disse que jamais fez esse tipo de coisa e que apenas uma vez ocorreu um caso isolado, onde ele flagrou um motociclista fazendo acrobacias em via pública e comunicou a PM. “Foi o único caso em que comuniquei a Polícia, meu papel é tentar melhorar e não complicar o trânsito no município”, afirmou.
  Na oportunidade, o Chefe do Demtrat aproveitou para comunicar que em breve o município deve contar com dois agentes de trânsito. “Eles serão capacitados com a finalidade de fiscalizarem melhor o trânsito de Caarapó”, finalizou.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE