PUBLICIDADE
retomada

Pedro Juan cobra mesmo tratamento de Ponte da Amizade, que reabre dia 29

| CAMPO GRANDE NEWS


Moradores de Pedro Juan em protesto hoje por reabertura da fronteira (Foto: W Teixeira)

A reabertura da Ponte da Amizade para trânsito livre de brasileiros e paraguaios a partir do dia 29 deste mês entre Ciudad del Este e Foz do Iguaçu (PR) animou moradores de Pedro Juan Caballero, na fronteira com Mato Grosso do Sul.

Apesar de até agora o governo paraguaio ter anunciado oficialmente apenas a reabertura da fronteira com o Paraná, comerciantes e trabalhadores de Pedro Juan Caballero acreditam que a medida também chegará à cidade vizinha de Ponta Porã.

Representantes políticos da fronteira também anunciaram que a reabertura chegará a Pedro Juan e a Salto del Guairá, cidade vizinha de Mundo Novo.

O ministro do Interior Euclides Acevedo teria ligado para o governador de Amambay Ronald Acevedo informando que a reabertura também será adotada em Pedro Juan. Apesar do mesmo sobrenome, eles não são parentes.

Ao Campo Grande News, Víctor Hugo Barreto, presidente da Câmara de Comércio de Amambay e líder do protesto ocorrido hoje, disse estar confiante que a abertura também ocorrerá na Linha Internacional entre de Pedro Juan Caballero e Ponta Porã.

“O governo vai liberar a fronteira dia 29 em Ciudad de Este, Salto del Guairá e Pedro Juan, isso já é realidade”, afirmou, otimista. A crise provocada pela pandemia do novo coronavírus já causou pelo menos 20 mil demissões e cinco mil lojas fechadas em Pedro Juan Caballero. Só hoje, o Maxi Hipermercado e o Fortis Atacadista anunciaram a demissão de mil pessoas.

Regras – Ainda sem anunciar as demais cidades fronteiriças, apesar do otimismo de comerciantes e políticos locais, o governo paraguaio já definiu as medidas que serão adotadas para a retomada do trânsito pela Ponte da Amizade.

Conforme o departamento de migrações, a abertura parcial entre Ciudad del Este e Foz do Iguaçu será adotada por três semanas, como “plano piloto”.

Os turistas brasileiros poderão entrar no país das 5h às 14h e terão até às 18h para retornar ao Brasil. Não será exigido exame negativo para covid-19, mas o uso de máscara, o distanciamento e uso de álcool em gel são medidas obrigatórias.

Taxistas e mototaxistas também poderão entrar no país. Entretanto, os brasileiros só poderão circular no Departamento de Alto Paraná e ficam proibidos de ter acesso a outras regiões do país. Trabalhadores também terão acesso livre entre as duas cidades. 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE