PUBLICIDADE
Caarapó

Projeto Maria Maria de Caarapó abre inscrições para 2010

. As aulas serão realizadas de segunda a sexta-feira.

| ASSESSORIA


A prefeitura de Caarapó estará abrindo no próximo dia cinco as inscrições pra o reinício das atividades do primeiro semestre do Projeto Maria Maria de 2010. A definição saiu ontem após uma reunião com a secretária de Ação Social, Évinei Arce da Silva Oliveira, a coordenadora, Zoraide Cáceres Rojas e as instrutoras. A expectativa é que este ano sejam atendidas aproximadamente 450 mulheres.
 

  Segundo a coordenadora, o projeto tem como objetivo a organização de grupos de mulheres acima de 15 anos, para atividades sócio-educativas, favorecer sua autonomia, promoção social, familiar e comunitária. Este ano está prevista a formação de 21 grupos com uma média de 25 participantes cada. As aulas serão realizadas de segunda a sexta-feira.
    Zoraide informou que serão oferecidos os cursos de manicure, cabeleireira, crochê, bordado, crochê bordado, bordado em tela, costura, pintura, biscuit e tear. As inscrições podem ser feitas no distrito de Nova América, dia 5; na Comunidade Serrito, dia 18; na Comunidade Poíque, dia 15; Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), de Caarapó, dias 11 e 12; CRAS da Reserva Indígena Te’ yikue, dia 18; Antiga Escola Narciso Meneses, dias 16 e 17; Vila 70, dias 9 e 10, sempre no horário das 13 às 16h. Já na Secretaria de Ação Social as inscrições serão feitas do dia 5 a 18 deste mês, no horário das 8 às 11h e das 13 às 15h.
    De acordo com a secretária Évinei Arce da Silva Oliveira, a administração municipal não mediu esforços para a continuação do Projeto Maria Maria. “Nossa expectativa é atender com qualidade este ano um número maior de mulheres e também suas comunidades. Esta política voltada à mulher dá melhores condições financeiras para ajudar no sustento da família”, disse.
    Para o prefeito Mateus Palma de Farias (PR), o projeto Maria Maria tem contribuído de forma positiva para o desenvolvimento do município. “São vários os exemplos de mulheres que viviam sem nenhuma perspectiva de vida e após participarem do projeto sua vida foi transformada. “Lá elas saem do anonimato, aprendem uma profissão, ganham seu próprio dinheiro e fazem novas amizades”, finalizou.
    O projeto Maria Maria foi implantado no município de Caarapó em 1999, sendo vinculado ao CRAS, que oferece acompanhamento com assistentes sociais e psicólogas. As aulas estão previstas para começar no dia 22 deste mês, com uma carga horária de 150 horas.  

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE