PUBLICIDADE
decisão

Maior contrabandista da fronteira, ‘Pingo’ é transferido para presídio do PR

De acordo com a PF, ele responde pelo crime de contrabando e era dos responsáveis por organização criminosa conhecida no Mato Grosso do Sul

| MIDIAMAX


Pingo no momento em que era chegava a uma unidade da PF. Foto: Divulgação

Considerado o maior contrabandista de cigarro da fronteira, Fábio Costa, o “Pingo”, foi transferido nesta quinta-feira (16) para a Cadeia Pública Laudemir Neves, em Foz do Iguaçu-PR. Preso na quinta-feira (15) pela Polícia Federal após ser expulso do Paraguai, Pingo era alvo de investigação em Mato Grosso do Sul. Tanto que o mandado de prisão havia sido expedido pela 1ª Vara Federal de Naviraí.

Ele, que integrava a lista de procurados do Ministério da Justiça e Segurança Pública, foi localizado em sua mansão na cidade de Salto Del Guairá, cidade paraguaia que fica na fronteira com o município sul-mato-grossense de Mundo Novo. Ele foi entregue pela Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu (PR).

De acordo com a PF, ele responde pelo crime de contrabando e era dos responsáveis por organização criminosa conhecida no Mato Grosso do Sul. Para conseguir prender pingo, foram feitas buscas em mais 20 casas, que contaram com a presença de um juiz e dois procuradores.

Segundo informações dos agentes, ele passou oito horas na chaminé e só foi descoberto após ter feito barulhos. Para forçá-lo a descer de seu esconderijo, os policiais ameaçaram jogar gás lacrimogêneo e o brasileiro acabou se entregando.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE