PUBLICIDADE
Caarapó

Vettel marca a pole position no Bahrein; Massa é segundo

| TERRA


Apesar de tantas mudanças dentro e fora das pistas, a Fórmula 1 2010 começou como a temporada anterior acabou. Neste sábado, a Red Bull, potência das corridas finais de 2009, mostrou ser uma das forças para este Mundial e fez com o alemão Sebastian Vettel a pole position para a prova de abertura do ano, realizada no Bahrein.


Vettel cravou o melhor tempo com 1min54s101. Completa a primeira fila o brasileiro Felipe Massa, que bateu Fernando Alonso por quatro décimos. O espanhol sai na terceira colocação. Já Michael Schumacher segue mais lento que o companheiro de Mercedes GP Nico Rosberg (5º), e larga em 7º.


Com quatro campeões mundiais e todas as suas estrelas no Q3, a sessão de classificação que reúne os dez mais velozes e define as primeiras posições do grid de largada, Vettel mostrou o bom acerto da Red Bull, superando outras favoritas. Além de Ferrari e Mercedes, a McLaren também ficou para trás: Lewis Hamilton foi quarto e Jenson Button, atual campeão, sai em oitavo, apenas.


Nas duas primeiras partes do treino, Lucas Di Grassi e Bruno Senna apresentaram evolução com seus carros, mas saem em 22º e 23º, respectivamente. Já Rubens Barrichello, em sua primeira prova pela Williams, larga em 11º, tendo ficado muito próximo da classificação ao Q3.


O TREINO

O brasileiro Lucas Di Grassi foi o primeiro a entrar na pista no Q1 e registrar tempo, após um problema hidráulico pela manhã. Com seu carro da Virgin Racing, o objetivo foi também usar o treino para seguir ajustando o modelo, pouco testado na pré-temporada. Ele fez de início 2min02s131, superando o que atingira na sexta-feira.


No entanto, foi Alonso o primeiro piloto de ponta no asfalto, já levando os tempos para a casa de 1min55s no Q1, que elimina sete carros. Logo em seguida, Massa já passou à frente do novo companheiro de Ferrari.


Ao fim dos 15 minutos, o mais veloz foi Alonso, recuperando a primeira colocação nos segundos finais. Como era esperado, Virgin e Hispania não conseguiram passar do Q1, deixando Lucas Di Grassi, em 22º, seguido por Bruno Senna. O indiano Karun Chandhok fez sua estreia, mas não deixou a última colocação.


“Nós tivemos a primeira oportunidade de fazer mudanças de acerto, mas passamos do ponto, então o carro estava muito difícil de pilotar. Tentamos fazer o máximo de voltas e com certeza o carro estará melhor amanhã”, disse Di Grassi, à TV Globo.


Na segunda parte do treino, já apenas com equipes principais, Vettel saiu na frente. Mais uma vez, os pilotos foram em massa para a pista nos três minutos finais e novamente o alemão liderou.


ENTENDA O TREINO

Em mais uma temporada, os treinos classificatórios da F-1 essão divididos em três partes: Q1, Q2 e Q3. A diferença em 2010 é no número de carros do grid, que passou de 20 a 24. Com isso, agora são sete eliminados após os 15 minutos do Q1. O mesmo número de carros mais lentos fica fora após o Q2, sendo que o Q3 leva os dez mais velozes para a decisão das primeiras colocações da prova de domingo, em uma sessão de apenas dez minutos.



TODAS AS NOTÍCIAS DE F-1


Apesar das dificuldades, Schumacher e Button passaram com os dois piores tempos, respectivamente, enquanto Rubens Barrichello foi o 11º e ficou fora da sessão definitiva.



Já no Q3, a definição do grid começou com uma boa briga interna da Ferrari, com Fernando Alonso iniciando melhor a sessão em relação a Massa e liderando a cinco minutos do final, ficando provisoriamente com a pole position.


No entanto, Vettel voltou a mostrar que a Red Bull dará trabalho nesta temporada e não teve dificuldades para bater as Ferraris de Massa e Alonso. Já com cronômetro zerado, ele fez o tempo de 1min54s101 contra 1min54s242 de Massa. Schumacher, que só foi à pista nos minuts finais, cravou então o sétimo tempo e conseguiu ficar à frente de Button.
 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE