PUBLICIDADE
Caarapó

Professores de Caarapó se mobilizam por piso nesta terça-feira

Os professores irão às ruas em mobilização para exigir o cumprimento relativo ao piso salarial

| CAARAPONEWS


Por Silmara Diniz

Já circula em Caarapó e Juti carta aberta à população sobre a paralisação que vai mobilizar os trabalhadores em educação das escolas estaduais e municipais de todo o país, inclusive em Caarapó, nesta terça-feira (16).
 

A paralisação, conforme explicou a presidente do Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação) de Caarapó, Deuza Cratiu da Silva, ao CaarapoNews, irá defender a implantação do piso salarial, o aumento das horas destinadas ao planejamento de aulas e a elaboração ou adequação dos Planos de Cargos e Carreiras do magistério, que deveria ter sido realizada até o final de 2009, entretanto não é a realidade de muitos municípios.
  Em Caarapó, professores e trabalhadores da educação defendem o cumprimento da Lei 11.738/2008, que define o piso salarial do professor de magistério ao valor de R$ 950. Atualmente, ainda de acordo com Deuza, esse valor deveria estar em R$ 1.312,85, para os professores do magistério.
  A carta aberta distribuída em Caarapó e Juti informa que alguns governadores, inclusive o do Mato Grosso do Sul, André Puccinelli, entraram com Ação Direta de Inconstitucionalidade no STF (Supremo Tribunal Federal) contra a Lei do Piso, por isso muitos governadores e prefeitos não estão cumprindo com o que determina a lei.
  Os professores irão às ruas em mobilização para exigir o cumprimento relativo ao piso salarial, aumento da hora atividade e a adequação do plano de cargos e carreiras e participarão de audiência pública na Câmara Municipal. Por esse motivo, o Simted orienta que os pais não mandem seus filhos para as escolas amanhã.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE