PUBLICIDADE
campo grande

Motoentregador é preso fazendo “delivery” de maconha em MS

Os policiais então realizaram a abordagem e durante a revista encontraram dentro da bolsa de entrega sete tabletes de maconha que pesaram 6,1 Kg

| CAMPO GRANDE NEWS


Mochila e droga apreendida com motoentregador. (Foto: Divulgação | 11ª CIPM)

Motoentregador de 25 anos foi preso na sexta-feira (27) com 32,7 quilos de maconha dentro de mochila de entrega, no bairro Monte Castelo, pela Força Tática da 11ª CIPM (Companhia Independente de Polícia Militar).

A equipe de policiais realizava ronda no bairro quando viu o motoentregador sentado em uma motocicleta Honda Titan vermelha com uma bolsa de aplicativo de entrega e um telefone dourado.

Os policiais então realizaram a abordagem e durante a revista encontraram dentro da bolsa de entrega sete tabletes de maconha que pesaram 6,1 Kg. Ao ser questionado o motoentregador disse que foi até o local para realizar a entrega da droga.

Ele contou que a venda foi combinada por um traficante que seria seu “patrão” do tráfico que inclusive seria o dono da motocicleta que foi emprestada para que fosse feita a entrega. Além disso, o motoentregador acabou contando que na sua casa no bairro Estrela Dalva havia mais droga guardada.

Na residência os policiais encontraram 26 tabletes de maconha embaixo da cama do rapaz, outros quatro dentro da geladeira e na estante da sala foram encontradas duas balanças de precisão, dois rolos de plástico filme e um pote com sete porções de maconha. A droga na casa totalizou 26,6Kg.

A namorada do rapaz que estava na casa contou aos policiais que as drogas foram trazidas pelo “patrão” que faz a venda da maconha e passa as coordenadas para que o motoentregador realize as entregas e depois disso uma parte do valor é dividido entre os dois homens e a outra seria para um terceiro envolvido, conhecido apenas por telefone.

O motoentregador então disse aos policiais que o “patrão” morava no bairro Coronel Antonino. Quando a equipe chegou no local, foram recebidos pela mãe do traficante que confirmou o empréstimo da motocicleta, mas que o filho não estava no local.

A equipe então fez uma revista na casa e encontrou quatro porções de maconha, R$ 660,35 em dinheiro e dois chips de celular no quarto do traficante. Por telefone a mãe conseguiu contato com o “patrão” que disse que estaria longe e seu advogado se manifestaria.

O motoentregador e a namorada foram levados para  a Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Centro e vão responder por tráfico de drogas. 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE