PUBLICIDADE
Geral

Moto comprada em 2008 envolve Adriano em nova polêmica

| TERRA


O atacante Adriano se envolveu em outra polêmica no Rio de Janeiro. De acordo com matéria publicada nesta terça-feira pelo jornal O Dia, em julho de 2008, o jogador do Flamengo comprou uma motocicleta avaliada em R$ 35 mil que foi registrada em nome da mãe de Paulo Rogério de Souza Paz, o Mica, chefe do tráfico nos morros da Fé, Chatuba, Caracol e Sereno. Apesar de ela, então com 64 anos, jamais ter tirado a Carteira Nacional de Habilitação. Segundo a reportagem, o pagamento foi feito com o cartão de crédito do atacante por um ex-amigo do craque, identificado como Marcos.
 

Adriano comprou outra moto e ambas foram para emplacamento no Detran de Duque de Caxias menos de uma semana depois da compra. Uma delas, licenciada em 14 de julho, ficou em nome de Marlene Pereira de Souza, mãe do traficante Mica, e ganhou a placa KYR-1480. A outra, pela qual Adriano pagou R$ 37 mil, ganhou a placa KXB-1788 e ficou em nome do jogador. As duas não pertencem mais a seus primeiros proprietários. O documento do veículo mostra que Marlene, dez meses depois, em 26 de maio de 2009, transferiu a moto que Adriano comprou para uma pessoa que mora em Duque de Caxias. A reportagem do jornal tentou falar com Adriano, por meio de sua assessoria de imprensa, para saber sobre o registro do veículo em nome da mãe do bandido. No entanto, o artilheiro, que treinou na Gávea, não deu entrevistas.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE