PUBLICIDADE
Caarapó

Vereador quer reabertura da Enersul

O Vereador, Odair Bortoloti (PMN), encaminhou expediente ao Prefeito Municipal Mateus Palma de Farias (PR) e à presidência da Enersul solicitando aos mesmos a reabertura do escritório da empresa em Caarapó.

| ASSESSORIA


  O Vereador de Caarapó, Odair José Bortoloti (PMN), encaminhou expediente ao Prefeito Municipal Mateus Palma de Farias (PR) e à presidência da Enersul solicitando aos mesmos a reabertura do escritório da empresa em Caarapó.                  

Segundo Bortoloti, “a série de transtorno que vem ocorrendo com o fechamento da mesma é simplesmente incalculável, fugindo principalmente das necessidades que o município tem principalmente, no que diz respeito a bons serviços a prestar para a população, até mesmo para justificar os altos valores cobrados pela referida empresa”.

Afora isto, afirma o vereador, “há também de se ressaltar as dificuldades que os munícipes têm em ser atendido até mesmo para simples questão de informação, onde ao procurar os serviços de apoio (0800), simplesmente não obtém resposta, pois ninguém atende, deixando a massa populacional sem ter a quem recorrer”.

Caarapó vem passando por transformações visando colocá-lo em destaque com a instalação de empresa que por si só já justifica uma equipe de plantão permanente da enersul para atendimento, sem contar aos usuários de energia.

“Citamos como exemplo os fatos ocorridos em 21/10/2007, onde a cidade ficou as escuras por mais de 12 horas, e o pior, sem respostas, até porque não se conseguia contato com os responsáveis, ou seja, Caarapó ficou a esmo, situação simplesmente inaceitável pelo próprio momento por que estamos passando”.

Portanto, contando com o apoio dos demais pares, estamos solicitando a interseção do prefeito Mateus Palma de Farias junto às esferas responsáveis para que se consiga por fim neste transtorno, “e finalmente trazer novamente as instalações do escritório desta concessionária, até porque as instalações físicas estão abandonadas, deteriorando-se sem utilidade”, termina o vereador.

 

 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE