PUBLICIDADE
na balança

São Paulo se reúne e dá 'última chance' a Diniz após vexame

| TERRA


Fernando Diniz seguirá no comando do São Paulo mesmo após goleada por 5 a 1 em casa. Foto: Flavio Corvello / Futura Press

A dura derrota do São Paulo para o Internacional, por 5 a 1, no Morumbi, fez a pressão sobre o trabalho do técnico Fernando Diniz crescer nos bastidores do clube tricolor. Em reunião na manhã desta quinta-feira, o presidente Julio Casares decidiu pela permanência do comandante no cargo.

Muricy Ramalho, Carlos Belmonte Sobrinho, Fernando Chapecó e Nelson Marques Ferreira, nomes responsáveis pelo departamento de futebol do São Paulo, participaram do encontro com o mandatário são-paulino. A informação foi veiculada pelo UOL' e confirmada pelo LANCE!.

No entanto, a permanência de Diniz no comando do São Paulo pode passar pelo desempenho contra o Coritiba, no próximo sábado (23), às 19h, no Morumbi. Um novo tropeço pode significar a despedida da comissão técnica, que está no clube desde setembro de 2019.

Há a expectativa de que uma nova reunião aconteça na tarde desta quinta-feira entre Casares, jogadores e comissão técnica. O papo já aconteceu duas vezes, após a derrota para o Santos e no último treino antes do duelo contra o Internacional. Os jogadores se reapresentam nesta tarde, às 16h.

Nas redes sociais, a torcida são-paulina cobra a diretoria pela demissão de Fernando Diniz e pede a contratação de Tiago Nunes, que foi demitido do Corinthians em setembro do ano passado.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE