PUBLICIDADE
pelo mundo

EUA terão doses para vacinar toda a população até julho, diz Biden

Segundo Biden, a maior parte dessas doses será fornecida pelos laboratórios da Pfizer e da Moderna

| PODER 360


O presidente norte-americano, Joe Biden, afirmou que seu governo já garantiu a entrega de mais 600 milhões de dose das vacinas da Pfizer e da Moderna até julho

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou na 3ª feira (16.fev.2021) que o país terá vacinas o suficiente para imunizar toda a população contra a covid-19 até julho. Ele também disse que é provável que a vida dos norte-americanos volte ao normal até o Natal.

“Quando assumimos o cargo, só tínhamos 50 milhões de doses disponíveis, e agora, até o final de julho, teremos mais de 600 milhões para vacinar todos os norte-americanos”, disse ele em entrevista ao canal CNN.

Segundo Biden, a maior parte dessas doses será fornecida pelos laboratórios da Pfizer e da Moderna. O presidente afirmou que já fez acordos com as empresas para que a produção e o fornecimento acelerem.

Uma das promessas de Biden durante a campanha presidencial foi de que em seus primeiros 100 dias de mandato, 100 milhões de norte-americanos seriam vacinados. Porém, a campanha de imunização dos EUA tem encontrado dificuldades, com as doses acabando em grandes centros e reposições mais lentas do que o desejado.

Uma das estratégias do governo norte-americano para facilitar a vacinação da população é a parceria com grandes redes de farmácias e varejistas para aumentar o número de postos de vacinação no país. Além disso, o presidente informou que o governo acionou a lei de defesa nacional para que a produção possa ser mais rápida e contar com mais equipamentos.

Os EUA têm contratos com 4 laboratórios: Pfizer, AstraZeneca, Moderna e Johnson & Johnson, que garantem 1,2 bilhão de doses de vacinas contra covid-19 ao país, segundo o Global Health Innovation Center, da Universidade de Duke. Se conseguir produzir e entregar as vacinas com mais rapidez, a promessa eleitoral de Biden pode se realizar.

Otimista, Biden afirmou que até o final do ano os norte-americanos podem retornar a uma vida próxima da anterior à pandemia. “No próximo Natal acho que estaremos em uma situação muito diferente, se Deus quiser, do que estamos hoje. Daqui a 1 ano, acho que haverá muito menos pessoas tendo que estar socialmente distantes, usando uma máscara”, disse o presidente dos EUA.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE