PUBLICIDADE
bela vista

Neta de 6 anos foi quem encontrou corpos dos avós no quintal

Conforme o delegado Roberto Morgado Pires, a menina de 6 anos fica diariamente na casa dos avós enquanto a mãe trabalha

| G1 MS


Azenor e Brasineide morreram no quintal de casa — Foto: Redes sociais

A neta da dona de casa Brasineide de Oliveira Pereira, de 49 anos, e do taxista Azenor Gutierres Pereira, de 53 anos, foi quem encontrou os corpos deles, após feminicídio seguido de suicídio, no quintal de casa, na manhã de terça-feira (06), em Bela Vista,  na fronteira com o Paraguai.
Conforme o delegado Roberto Morgado Pires, a menina de 6 anos fica diariamente na casa dos avós enquanto a mãe trabalha. Na terça-feira a rotina se seguiu e enquanto ela assistia televisor dentro de casa, no quintal o avô atirou na avó e depois se matou.
A criança estranhou a ausência dos adultos e ao procurar por eles, se deparou com os corpos. "Sentiu falta dos avós e foi procurar por eles", fala o delegado.
Ao se deparar com os avós mortos no quintal, a menina passou a chorar e uma vizinha que já tinha ouvido os tiros, subiu no muro, viu a pequena aos prantos, os corpos e chamou a polícia.

Feminicídio
Brasineide foi morta com três tiros, sendo dois na nuca e um no ombro esquerdo. O corpo dela estava a 1,5 metro de distância do marido, que se matou com um tiro na cabeça. A arma usada, um revólver calibre 38 foi apreendida.
O casal estava junto há 30 anos, mas vinha passando por problemas no relacionamento. No mês passado o taxista e a dona de casa se separaram, mas retomaram há poucos dias. Na segunda-feira (05), a mulher quis novamente terminar o casamento e acabou sendo morta no dia seguinte.

Números
Segundo dados da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Mato Grosso do Sul já teve 8 feminicídios neste ano. Em 2020 foram 39, sendo 13 de janeiro a abril.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE