PUBLICIDADE
Geral

Morto vai parar no SPC por atrasar conta de telefone


Jamil Garcia dos Santos teve o nome incluído na lista do SPC (Serviço de Proteção ao Crédito) no Espírito Santo. Ele atrasou contas de telefone e a família recebeu uma carta de cobrança. O cenário não é diferente daqueles com que os serviços de proteção ao crédito estão acostumados. A diferença é que o devedor morreu há 22 anos.


Santos sofreu um acidente de trânsito em agosto de 1988, em Vila Velha, aos 23 anos. Apesar da certidão de óbito devidamente registrada, a conta mostra seis parcelas em débito, datadas do ano de 2002, no valor de pouco mais de R$ 1.900.
 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE