PUBLICIDADE
campo grande

Com parada cardíaca em fila, idoso foi socorrido por 50 minutos mas não resistiu

No local, Raymundo Pereira Lacerda estava acompanhado dos filhos, que também iriam se vacinar

| CAMPO GRANDE NEWS


Raymundo Pereira Lacerda, de 83 anos, recebendo atendimento após parada cardíaca. (Foto: Kísie Ainoã)

Após sofrer parada cardíaca enquanto aguardava para tomar a primeira dose da vacina contra covid-19, Raymundo Pereira Lacerda, de 83 anos, não resistiu e morreu nesta terça-feira (8). Acompanhado dos filhos, ele estava prestes a ser atendido no drive-thru do Centro de Convenções Albano Franco.

Conforme a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde), socorristas do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) tentaram reanimar Raymundo por aproximadamente 50 minutos dentro da ambulância. Sem sucesso, ele foi encaminhado para o CRS (Centro Regional de Saúde) Tiradentes já em óbito.

No local, Raymundo estava acompanhado dos filhos, que também iriam se vacinar. Após a parada cardíaca, outros familiares também acompanharam o trabalho dos socorristas. De acordo com uma nora, que não quis se identificar, o idoso foi incentivado a ir até o Albano Franco para ser imunizado.

Por medo, ele não havia se vacinado durante o período dedicado à sua faixa etária. “Ele tinha receio, não queria tomar. Só tomaria quando tivesse certeza de que era seguro. Chegou o dia dos filhos tomarem e os filhos ficaram incentivando, até que ele topo”, a nora explica.

Já próximo da área de vacinação, Raymundo começou a passar mal e os filhos começaram a buzinar pedindo por socorro. Ainda de acordo com a nora, ele era saudável e estava feliz por ir se vacinar com os filhos. O velório e enterro serão realizados na tarde desta quarta-feira (9). 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE