PUBLICIDADE
campo grande

Motorista preso em MS depois de tombar carreta confessa que tomou pinga

Segundo ele, chegou em Campo Grande no domingo (dia 13) e parou em um posto de combustíveis na rodovia para passar à noite

| CAMPO GRANDE NEWS


Carreta ficou atravessada ocupando parte dos dois sentidos da BR-163 (Foto: Marcos Maluf)

O motorista de 32 anos, morador de Bento Gonçalves (RS), preso por dirigir sob efeito de álcool após tombar o caminhão carregado com 31 toneladas de óleo de cozinha, na manhã de ontem (14), na BR-163, confessou à polícia que havia tomado pinga no jantar, cerca de 5 horas antes de pegar a estrada para Vila Nova (RS). Ele pagou fiança de R 1.100 na delegacia e foi liberado.

À polícia, o motorista contou que seguia para o município de Fazenda Vilanova (RS), quando ocorreu o acidente. Não houve vítimas. Segundo ele, chegou em Campo Grande no domingo (dia 13) e parou em um posto de combustíveis na rodovia para passar à noite. Durante o jantar, segundo relatos dele à polícia, tomou pinga, mas não soube dizer a quantidade e foi dormir por volta das 23h30.

No outro dia, acordou às 6h45, não comeu nada, apenas tomou café e seguiu viagem, mas cerca de 3 quilômetros depois, no KM 454, após passar o viaduto, perdeu o controle da direção, colidiu com a mureta de proteção e a carreta tombou no canteiro central. Ele disse que sofreu alguns ferimentos, mas conseguiu sair sozinho e não precisou de atendimento médico.

Funcionário da empresa de transporte há 1 ano e 6 meses, o condutor disse que só fez o teste do bafômetro porque estava em plena consciência e condições de dirigir, pois havia consumido bebida apenas na noite do dia anterior. O teste de alcoolemia deu positivo de 0,78 miligramas de álcool por litro de sangue. O caso foi registrado na 4ª delegacia de Polícia Civil. 


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE