PUBLICIDADE
Caarapó

Caarapó encerra etapa do projeto ‘Como é bom ser criança’

Caarapó encerrou no último dia 31 a segunda etapa do projeto "Como é bom ser criança", desenvolvido com o objetivo de proporcionar às crianças momentos de lazer, ludicidade e socialização.

| ASSESSORIA


 

A Secretaria de Educação e Esportes de Caarapó encerrou no último dia 31 a segunda etapa do projeto Como é bom ser criança, desenvolvido com o objetivo de proporcionar às crianças momentos de lazer, ludicidade e socialização. A iniciativa envolveu cerca de 600 crianças da rede municipal de educação infantil, além da Escola Especial “Júlio Cézar Nobre”.

Durante todo o mês de outubro foram desenvolvidas atividades coordenadas pelas professoras Luciléia Frias da Silva Carvalho, Simone Faria e Simone Silva Santos. As brincadeiras aconteceram na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), no clube Harmonia CTG e na Praça “Mário Martines Ribeiro”. O projeto teve a colaboração dos professores de educação física, Emerson Baratela, Eduardo Batista e Fabrício Vasconcelos, e dos servidores dos departamentos de Esportes e de Transportes, subordinados à Secretaria Municipal de Educação.

A criação do projeto é decorrente das orientações dos Referenciais Curriculares Nacionais para a Educação Infantil e da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (Lei n° 9394, de 20/12/1996), onde consta que é garantido às crianças explorar a arte de uma forma abrangente, para que busquem a evolução de suas habilidades e se tornem capazes de crescer como cidadãos com direitos à infância reconhecidos.

De acordo com a coordenadora da Educação Infantil, Edlene Ricci, o projeto proporcionou às crianças momentos de muita ludicidade e integração. “Um dos direitos da criança, previsto por lei, é que ela deve ter condições para se desenvolver física, mental, moral, espiritual e socialmente, com liberdade e dignidade, e isto a administração municipal tem procurado fazer”, disse.

A solenidade de encerramento aconteceu na Praça Central e contou com a presença do prefeito Mateus Palma de Farias (PR), do secretário de Educação e Esportes, Ismael Martins Guevara, e de toda a equipe de professores e envolvidos com o projeto.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE