PUBLICIDADE
Caarapó

Policial civil é preso com 15 quilos de cocaína pura

| CAMPO GRANDE NEWS


A Polícia Federal de Campo Grande efetuou mais uma apreensão de droga. Desta vez foram 14 quilos e 500 gramas de cocaína pura.


O fato ocorreu por volta das 10 horas de ontem, no posto Guaicurus, localizado na rodovia (BR 262) que liga Campo Grande a Corumbá, quando policiais federais interceptaram o veículo Renault Logan, de cor preta, com placa oficial pertencente à Sejusp (Secretaria de Justiça e Segurança Pública), na ocasião dirigido pelo agente de polícia civil Cleber Sebastião da Silva Magalhães, 36 anos, lotado na 5ª DP.
 

 

No interior do veículo os policiais federais encontraram 14 pacotes com cocaína escondidos no interior de uma sacola que estava atrás do banco.


Há cerca dois meses a PF recebeu denúncia informando do envolvimento de Cleber com o tráfico de drogas, tendo como comparsa a pessoa de Adilson Teixeira Alecrim, 34 anos, eletricista, residente em Campo Grande.
 

Diante disso, a PF começou a investigar as atividades criminosas das duas pessoas, constatando inicialmente que Cleber utilizava o Renault Logan, de cor preta, objeto de roubo, veículo idêntico às viaturas descaracterizadas de uso da Polícia Civil. Ele colocou uma placa no veículo, cuja numeração pertence á Secretaria de Segurança Pública (MS) para que o carro, caso fosse abordado, pudesse se passar por viatura oficial.


Logo em seguida à prisão de Cleber, os federais se dirigiram a um hotel, próximo da estação rodoviária da Capital, e efetuaram a prisão de Adilson Teixeira Alecrim, evadido do regime semi-aberto, por ter sido condenado a 16 anos prisão pela prática de duplo homicídio.


Em poder de Adilson, os federais apreenderam um veículo VW/Fox, também objeto de furto, com a placa do carro Renault Logan, utilizado por Cléber. Apreenderam ainda mais de 100 cédulas de identidades e documentos de Cadastros de Pessoas Físicas (CPF) em nomes de diversas pessoas.

Na residência de Cleber, os federais apreenderam duas “trouxinhas” de maconha, mais de 200 cápsulas de diversos calibres, algemas e coletes.


A PF acionou a Corregedoria da Polícia Civil para acompanhar as diligências.


Cleber e Adilson foram autuados em flagrante pelo crime de tráfico de drogas e posse de veículos roubados, podendo, cada um, pegar mais de 15 anos de prisão.


PUBLICIDADE
PUBLICIDADE