PUBLICIDADE
Geral

Samsung diz que grávidas, idosos e embriagados não devem ver TV em 3D

| MIDIAMAX


Nova aposta das fabricantes do setor para se expandir, o uso dos televisores 3D (terceira dimensão) não é para qualquer um. Pelo menos é o que afirma a empresa sul-coreana Samsung, uma das primeiras a fabricar o produto.
 

Em seu alerta de segurança sobre o aparelho, ela afirma que idosos, grávidas, pessoas que sofrem de condições médicas graves, com privação de sono ou que estão sob influência de álcool não devem utilizar a função 3D do televisor.
 

A Samsung diz que o uso do 3D pode provocar ataques epilépticos em algumas pessoas, além de labirintite, fadiga visual e perda de estabilidade postural.
 

Alguns videogames, como o PlayStation, também fazem alertas para risco de epilepsia.
 

Para a médica Célia Roesler, integrante do departamento de cefaleia da Academia Brasileira de Neurologia, a preocupação com os idosos é que eles podem ter dor de cabeça, aumento da fadiga visual, tontura e náuseas. No caso de mulheres grávidas, os problemas mais comuns são de perda de equilíbrio.
 

A especialista recomenda que as pessoas, ao terminarem de assistir a um programa em 3D, não se levantem imediatamente e façam um "exercício" que consiste em olhar "um pouco para perto, um pouco para longe, como uma forma de adaptar a visão ao real".
 

De acordo com Roesler, caso a pessoa sinta algum desconforto ao ver programas com a nova tecnologia, ela deve tirar os óculos e descansar a vista por cerca de dez minutos. Caso os problemas persistam, a instrução é que a pessoa pare imediatamente de ver TV e procure um médico.
 

A médica diz ainda que há relatos de pessoas que descobriram que tinham problemas como miopia e astigmatismo após assistirem a programas em 3D.
 

iniciaCorpo("15;12;16;13;17;14;18;15");

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE